LANCE!
21/11/2017
07:00
Rio de Janeiro (RJ)

No seu melhor momento no Flamengo, o volante Cuéllar vai reencontrar o Junior Barranquilla na próxima quinta-feira, no Maracanã, na semifinal da Copa Sul-Americana. Agora com 25 anos, o camisa 26 foi revelado pelo Deportivo Cali, mas se destacou pelo próximo adversário do Rubro-Negro, chegando a ser convocado para defender a seleção da Colômbia e chamando atenção dos cariocas. A quase duas temporadas no Rio, o cabeça de área passou por altos e baixos e amadureceu. Hoje, é líder de desarmes do Fla no Brasileiro. Foram 75 botes certeiros.

Cuéllar foi contratado com status de titular por cerca de R$ 8 milhões. No entanto, ele teve amargou a reserva por muito tempo sob o comando de Zé Ricardo, que preferia escalar Márcio Araújo. Com a chegada do compatriota Reinaldo Rueda, o volante ganhou uma importância maior no elenco, recebendo orientações diretas da comissão técnica e repassando aos colegas.

Com pouco espaço no Fla de Zé Ricardo, Cuéllar recebeu algumas sondagens para deixar o clube, mas permaneceu e conseguiu mudar a situação. No meio tempo em que conquistava espaço, ele deixou de ser um garoto e virou pai de Paolo.

Com o Barranquilla, Cuéllar conquistou a Copa Colômbia em 2015. Pelo Flamengo, ele conquistou o Carioca deste ano, porém quer mais. Recentemente, o volante admitiu que se sente em dívida com a torcida por melhores resultados.

- Sinto-me em falta com a torcida, porque eles sempre nos apoiam. Nos sentimos frustrados pela torcida e pela diretoria. Óbvio que a gente fica frustrado, a gente sabe que, com a grandeza do Flamengo, tem que querer mais - disse.

Nesta quinta, ele e seus companheiros terão a oportunidade de escrever uma história diferente, amenizando a frustração e sonhando com um título para fechar a temporada. No último domingo, Cuéllar foi ovacionado pela torcida pelo empenho diante do Corinthians.

Rueda também tem reencontro com 'freguês'

O técnico Reinaldo Rueda já foi duas vezes campeão em duelos contra o Junior Barranquilla. Em 2016, o Atlético Nacional, então comandado por ele, conquistou a Copa Colômbia em decisão contra o ex-time de Cuéllar.

Em 2015, Rueda foi campeão colombiano (Clausura), derrotando o Junior Barranquilla nos pênaltis. Por outro lado, naquele mesmo ano, o Atlético Nacional foi eliminado da Copa Colômbia nas oitavas pelo mesmo Barranquilla. Um ano depois, o ex-time de Cuéllar eliminou a equipe de Rueda nas semifinais do Campeonato Colombiano (Apertura).

Esta será a primeira vez que Rueda vai enfrentar um time de seu país de origem no comando do Flamengo. O treinador é muito respeitado na Colômbia e é apontado por muitos como o técnico ideal para a seleção daquele país.