Eleições Flamengo - Eduardo Bandeira de Melo (foto:Wagner Meier/LANCE!Press)

Eduardo Bandeira de Melo é presidente do Flamengo pelo segundo mandato (foto:Wagner Meier/LANCE!Press)

Amir Somoggi
12/04/2016
08:10
Rio de Janeiro (RJ)

A real possibilidade do Flamengo enfim ter um estádio próprio começa a se materializar. Ainda que o clube estude diferentes possibilidades, sem dúvida ter um estádio é de fundamental importância para seu crescimento financeiro. Administrar o estádio e portanto sempre mandar seus jogos nessa casa gera fatores esportivos positivos, mas principalmente financeiros.

Os grandes times dos EUA e da Europa dependem muito dos ganhos com seus estádios. Arenas modernas produzem ganhos que vão muito além das vendas de ingressos para os jogos, que são fundamentais. Os times conseguem gerar mais entre 40%-50% do faturamento do estádio apenas com cadeiras VIP e camarotes corporativos, que podem representar entre 10% e 15% do público presente.

Outro importante ganho é o naming rights, que pode ser vendido conjuntamente com o patrocínio master, como fez o Arsenal, o time que mais fatura com estádio na Europa.

Somente quando um clube está diretamente associado ao projeto isso é possível. Outros ganhos com patrocínios, exploração de bares e restaurantes, shows, eventos corporativos, lojas, museu, cinema, teatro, academia, enfim há uma imensidão de oportunidades.

Em 2015 o Flamengo faturou R$ 74 milhões com seus jogos, sendo R$ 30 milhões com o projeto de sócio torcedor e outros R$ 44 milhões em bilheteria. Em 2014 o valor somado alcançou R$ 71 milhões e em 2013 R$ 65 milhões. É uma boa evolução em relação ao passado, mas pouco para o potencial atual do clube.

O Flamengo pode alcançar um novo patamar de faturamento administrando seu estádio, sendo ele o Maracanã ou uma nova arena. Sair do nível atual, para mais de R$ 160 milhões anuais e no futuro superar R$ 200 milhões, mesmo com os custos, seria muito vantajoso.

O Flamengo acumulou superávits em 2014 e 2015 que somados atingiram R$ 195 milhões. Com os parcelamentos do Profut regularizados e seu controle orçamentário é possível o clube com segurança administrar seu próprio estádio.

A hora é agora!