LANCE!
06/10/2017
07:00
Rio de Janeiro (RJ)

Aos 49 anos, Ricardo Lomba, novo vice-presidente de futebol do Flamengo, terá muito trabalho para fazer. Funcionário da Receita Federal e vice-presidente do Conselho Deliberativo do Rubro-Negro, ele agora encara a responsabilidade de comandar a principal pasta do clube. 

Lomba assumirá o cargo num momento decisivo da temporada, com o Flamengo tentando esquecer o vice da Copa do Brasil e ainda lutando pelo título da Sul-Americana. Conquistar uma vaga na Libertadores do próximo ano soa como algo além da obrigação. O dirigente terá a importante missão de montar o elenco rubro-negro de 2018, ao lado de Rodrigo Caetano, diretor executivo de futebol, Mozer, gerente de futebol, e Reinaldo Rueda, o técnico do time.

O novo VP de futebol entra com o 'bonde andando' e pode aliviar a pressão sobre o presidente do clube, Eduardo Bandeira de Mello. Assim que assumir, ele também será cobrado pelos resultados, que ainda estão abaixo do esperado tendo em vista o investimento de quase R$ 60 milhões em contratações somente nesta temporada.

Lomba é membro do grupo político 'SóFla'. Ele vai ocupar a pasta que estava sendo acumulada por Bandeira de Mello desde que Flávio Godinho foi preso, em janeiro deste ano. Além de Godinho e Bandeira, a vice-presidência de futebol da atual gestão já teve à frente Wallim Vasconcellos, Alexandre Wrobel e Gerson Biscotto.

Bandeira de Mello vinha sendo pressionado por opositores para deixar o comando do futebol há alguns meses. A pasta é considerada estratégica, já que rende grande visibilidade. Em dezembro de 2018, o Flamengo terá uma nova eleição presidencial.