Fellipe Lucena
12/07/2017
23:42
São Paulo (SP)

Quem será capaz de parar o Corinthians no Brasileirão de 2017? O Palmeiras não conseguiu e viu cair uma invencibilidade de 28 jogos em sua arena. Jadson e Guilherme Arana marcaram os gols da vitória do líder no Allianz Parque: 2 a 0. Os alvinegros agora têm vantagem na casa do rival: duas vitórias, uma derrota e um empate.

Guilherme Arana foi o destaque da noite: ele sofreu o pênalti que originou o primeiro gol, marcou o segundo e ainda deu uma de suas famosas canetas. Mina foi a vítima.


Já são 13 rodadas e o Timão ainda não perdeu. Agora são incríveis 35 pontos em 39 disputados, vantagem de 16 para o Palmeiras. O vice-líder é o Santos, com 12 a menos que o Timão (23). A folga vai diminuir um pouco após o duelo entre Flamengo (também 23) e Grêmio (22) nesta quinta, no Rio de Janeiro.

A invencibilidade geral já é de 27 partidas, a quarta maior da história do clube, superando as 26 de Tite no início de 2015. Refazendo a pergunta que abre este texto: alguém será capaz de parar o Corinthians?

Com o perdão do clichê, time de Fábio Carille sabe sofrer. Nesta quarta, permitiu que o jogo fosse todo disputado perto de sua área, sempre protegida por um sistema defensivo que funciona em sincronia impressionante. O Palmeiras tentou de todos os jeitos no primeiro tempo, pelo chão e pelo alto, mas não conseguiu criar tanto. Já do outro lado....

Guilherme Arana se infiltrou na defesa alviverde aos 21 minutos e foi derrubado por Bruno Henrique. Era a bola que o Timão esperava: Jadson bateu muito bem o pênalti e fez 1 a 0.

Com a vantagem, o Corinthians apostou ainda mais em sua fortaleza defensiva. Cuca, então, lançou seu time totalmente à frente logo no intervalo: tirou Bruno Henrique e pôs Borja para compor trio de atacantes com Dudu e Willian. Róger Guedes, outro atacante virou lateral-direito. Água mole em pedra dura?

Não foi esse o ditado que funcionou no segundo tempo. O Corinthians colocou em prática o “quem não faz, toma”. Diante de um Palmeiras com ainda menos ideias – e mais cruzamentos – do que na etapa inicial, os visitantes deram outro bote certeiro com a dupla Romero-Arana. Aos 19 minutos, o paraguaio percebeu mais uma ótima infiltração do lateral e o deixou livre para ampliar.

Cuca tirou mais um homem de defesa (Thiago Santos) e colocou outro atacante (Keno), mas o excesso de atletas ofensivos não se converteu em uma pressão. Mina como centroavante também não adiantou...

O Corinthians volta a campo no sábado, contra o Atlético-PR, às 19h, na Arena. Já o Palmeiras jogará às 11h de domingo, no Allianz Parque, contra o Vitória. 

FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS 0 X 2 CORINTHIANS
Local: Allianz Parque, São Paulo (SP)
Data-Hora: 12/7/2017 - 21h45
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Auxiliares: Jose Eduardo Calza (RS) e Mauricio Coelho Silva Penna (RS)
Público/renda: 39.091 pagantes/R$ 2.744.600,04.
Cartões amarelos: Borja, Dudu e Thiago Santos (PAL), Guilherme Arana, Cássio, Jadson e Rodriguinho (COR)
Cartões vermelhos: -
Gols: Jadson (22'/1ºT) (0-1) e Guilherme Arana (19'/2ºT) (0-2)

PALMEIRAS: Fernando Prass; Tchê Tchê, Mina, Edu Dracena e Egídio (Zé Roberto, aos 35'/2ºT); Thiago Santos (Keno, aos 21'/2ºT), Bruno Henrique (Borja, no intervalo) e Guerra; Róger Guedes, Dudu e Willian. Técnico: Cuca.

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Balbuena, Pablo (Pedro Henrique, aos 26'/2ºT) e Guilherme Arana; Gabriel e Maycon; Jadson (Marquinhos Gabriel, aos 39'/2ºT), Rodriguinho (Camacho, aos 47'/2ºT) e Romero; Jô. Técnico: Fábio Carille.