Vinícius Britto
07/09/2016
18:06
Rio de Janeiro (RJ)

Diga ao povo que a minha briga não é lá em baixo. No dia 7 de setembro, Botafogo engata a segunda vitória seguida e se distância ainda mais da zona de rebaixamento. Ao Fluminense, o G-4 ficou mais longe. O Glorioso venceu por 1 a 0 o clássico na Ilha do Governador, com gol de Neilton, e deu a resposta a sua torcida, que compareceu e apoio o time na Ilha do Governador.

O começo de jogo foi bem nervoso, com os dois times pilhados. O Botafogo chegava pouco, mais no calor de ser mandante. Enquanto isso, o Fluminense buscava botar mais a bola no chão. E as primeira grande chance foi do Tricolor, que acertou a trave aos 11, com Wellington, que tentou cruzar e acabou acertando a trave de Sidão, mal posicionado.

Em meio a pixotadas e confusões acaloradas no meio da primeira etapa, o ritmo caiu bastante. Tendo a posse e controlando as ações, o Flu tinha dificuldade de finalizar, abusando de muitos cruzamentos. E, aos 38, quem assustou foi o time da casa: Camilo aproveitou bate cabeça da zaga tricolor e acertou o travessão de Julio Cesar, que substituiu Cavalieri, machucado. Mas ficou por aí. Uma primeira etapa fraca na parte técnica e nas chances criadas.

Na segunda etapa, o Botafogo veio diferente. Mais incisivo. E o Flu relaxado. Imperdoável. Aos 4, Sassá conseguiu girar na marcação de Gum e cruzou para Bruno Silva, que ajeitou bonito para Neilton, sozinho, abrir o placar.

Depois, o jogo voltou ao panorama da primeira etapa. O Glorioso recuou, tendo o placar a seu favor. E o Fluminense voltou a apertar. Aos 14, William Matheus recebeu de Cícero e acertou a trave. Tendo quase que o campo todo para atacar - o Botafogo chegou ao seu limite físico - as brechas apareceriam. Mas o Fluminense foi mal na conclusão.

Bem postado, nem as perdas de Airton e Diego, que saíram machucados, foram determinantes para uma desorganização na defesa. O time compactou em duas linhas e deixou o Fluminense longe da meta de Sidão. Mais três pontos para o Glorioso dentro da sua casa. E o aprendizado para o Tricolor, que teve a posse de bola, mas foi pouquíssimo efetivo com ela em seus pés.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO 1 X 0 FLUMINENSE


Local: Arena Botafogo, no Rio de Janeiro (RJ)
Data-hora: 07/09/2016, às 16h (de Brasília)
Árbitro: Rodolpho Toski Marques (PR)
Auxiliares: Ivan Carlos Bohn (PR) e Rafael Trombeta (PR)
Renda/Público: R$ 323.060,00 / 9.212 pagantes (10.156 presentes)

Cartões amarelos: Joel Carli e Diego (BOT); Edson e Pierre (FLU).
Cartão vermelho: Não houve.

GOLS: Neilton (1-0, 4'/1ºT)

BOTAFOGO: Sidão, Diego (Marcelo, 35'/2ºT), Joel Carli, Emerson Silva e Diogo Barbosa; Airton (Victor Luis, 20'/2ºT), Bruno Silva, Dudu Cearense e Camilo; Neilton e Sassá (Vinícius Tanque, 39'/2ºT)- Técnico: Jair Ventura.

FLUMINENSE: Diego Cavalieri (Júlio César, 24'/1ºT), Wellington Silva, Gum, Henrique e William Matheus; Pierre (Magno Alves, 31'/2°T), Cícero, Edson (Douglas, Intervalo), Gustavo Scarpa e Wellington; Samuel - Técnico: Levir Culpi.