LANCE!
15/07/2016
18:30
São Paulo (SP)

Cuca e Gabriel Jesus, que volta ao time do Palmeiras depois de cumprir suspensão, tiveram uma conversa no campo da Academia de Futebol, nesta sexta-feira. Enquanto alguns jogadores cobravam pênaltis e outros treinavam em campo reduzido, o camisa 33 ouvia conselhos após chamar o comandante para um bate-papo.

- Foi o Gabriel que me procurou, a gente tem idade para ser pai, quase avô dele, se der uma apertadinha (risos). Bom a gente falar algumas coisas, o que a gente já passou, alguma instrução, porque o Gabriel tem um futuro muito promissor pela frente. Falamos de futuro, de presente, também, ele entender que a gente não perder nunca as origens, levar para sempre - explicou Cuca.

- Sem dúvida ele será uma pessoa bem querida pela sociedade em geral. É facinho ser mau visto, é só fazer coisas diferentes e a vida vai mostrar caminhos assim. É gostoso poder falar isso, se ele trilhar o caminho de agora, um guri humilde, que gosta de treinar, se continuar assim, o futuro dele vai ser maravilhoso aqui no Palmeiras e na sequência, também - completou.

Gabriel tem vivido um turbilhão nos últimos tempos. Além de ser o artilheiro do Brasileiro com dez gols, o atacante do Palmeiras se apresenta à Seleção Olímpica no início da semana e está sendo constantemente analisado por grandes clubes da Europa.

Alexandre Mattos, inclusive, foi para a Espanha conversar com o Barcelona sobre o camisa 33. Sua venda não está definida, mas é possível que ele vá embora do Verdão em dezembro. A intenção é segurar o jogador, ao menos, até o fim do Campeonato Brasileiro.

Aos 19 anos de idade, Gabriel fez seu primeiro gol nos profissionais há um ano. O Palmeiras tem apenas 30% dos direitos econômicos de Gabriel Jesus (o restante está dividido entre Fábio Caran, ex-empresário da joia, Cristiano Simões, o atual agente, e o próprio Gabriel), mas assegura que só o libera mediante o pagamento da multa rescisória de 40 milhões de euros. O vínculo prevê um desconto para cinco clubes: Barcelona, Real Madrid, PSG, Manchester United e Bayern precisam desembolsar 24 milhões de euros para levá-lo.