Paraná x Coritiba

Em 2015, o Paratiba terminou 0 a 0  (Divulgação/Coritiba)

Daniel Piva
06/03/2016
15:44
Curitiba (PR)

Na noite deste domingo, às 18h30, Coritiba e Paraná realizam mais um clássico no Campeonato Paranaense. Enquanto o Coxa chega pressionado, já que faz uma campanha decepcionante na temporada, o Tricolor tem a pretensão de ampliar a vantagem na liderança e abrir dez pontos sobre o rival na primeira fase do Estadual. O palco será o Couto Pereira, o mesmo que recebeu confrontos históricos entre os dois clubes.

Entre os Paratibas mais marcantes que já ocorreram no estádio coxa-branca, dois aconteceram há 20 anos. Em 1996, o Coritiba aplicou uma goleada por 4 a 0 sobre o Paraná (inclusive, o resultado mais elástico aplicado pelo Verdãono clássico). Porém, 35 dias depois, foi o Tricolor quem venceu o rival em pleno Alto da Glória e conquistou o tetracampeonato estadual.

No dia 23 de junho de 1996, o Coritiba não tomou conhecimento do Paraná e atropelou por 4 a 0. O protagonista foi o ex-atacante Magrão, autor de três gols na partida. "O último, inclusive, foi um golaço. Recebi um cruzamento da esquerda, ajeitei e bati de direita, por cobertura", relembrou. "O outro gol foi marcado pelo Pachequinho, que hoje é o auxiliar do Gilson Kleina", concluiu.

O curioso é que agora, 20 anos depois, Magrão é empresário de futebol e um dos principais parceiros do Paraná Clube na construção do elenco de 2016. "Confesso que meu coração vai congelar. Como jogador fui muito feliz no Coritiba e tenho esse jogo como um dos mais especiais, mas agora estou ajudando o Tricolor", confessou o ex-atacante.

Após esta goleada, os dois clubes voltaram a se enfrentar na final do Campeonato Paranaense. Depois de 35 dias, novamente no Couto Pereira, Coritiba e Paraná brigavam pelo título do Estadual. Por ter vencido o jogo de ida, no Pinheirão, o Tricolor estava em vantagem. E um gol marcado aos 46 minutos do segundo tempo, anotado por Ricardinho, decretou o título paranista.

"O nosso time era muito bom, tanto é que o Ricardinho era banco. Neste dia o Coritiba pressionou muito, mas nos portamos bem e em um contra-ataque matamos a partida e garantimos o título", festejou o ex-meia Carlos Alberto Dias.

De lá para cá, o Paraná passou a sofrer muito no Couto Pereira. Nos últimos 20 anos, ocorreram 26 clássicos na casa coxa-branca e o desempenho foi de 18 vitórias do Coritiba, sete empates e apenas uma vitória paranista, que ocorreu em 2013, quando o time do técnico Toninho Cecílio venceu por 3 a 2 no Estadual daquela temporada.

Apesar do retrospecto, para Carlos Alberto Dias o Tricolor entra como favorito na noite deste domingo. "Apesar de jogar fora de casa, o Paraná é o líder do Campeonato Paranaense e o Coritiba vive um momento de oscilação", apostou.