Thiago Salata
02/05/2016
07:45
São Paulo (SP)

A torcida do Palmeiras colocou cerca de R$ 120 milhões no clube no ano passado, de acordo com o balanço financeiro de 2015. O Verdão é, disparado, o que mais arrecadou com jogos (bilheteria dominantemente) e programa de sócio-torcedor entre os 12 maiores clubes do Brasil, que também divulgaram suas receitas da última temporada. O Palmeiras, após o primeiro ano completo com o Allianz Parque aberto, registrou R$ 87.210.00 de arrecadação nos jogos, além de R$ 32.441.000 com o Avanti, programa com quase 127 mil sócios.

Os valores que a torcida colocou no Palestra Itália são maiores, por exemplo, do que os registrados com direitos de transmissão de TV (R$ 88,4 milhões). São maiores também do que o arrecadado com patrocínios: R$ 69,7 milhões. A receita total computada em 2015 é de R$ 351,5 milhões, terceira maior do país, atrás de Flamengo (R$ 355,6 milhões) e Cruzeiro (R$ 364 milhões).

O maior rival do Palmeiras aparece na sequência na lista dos que mais conseguiram receitas com jogos e sócios, apesar de a maior parte da quantia não ficar nos cofres do clube. O Corinthians arrecadou com a Arena e o Fiel Torcedor cerca de R$ 90 milhões no ano passado. Foram R$ 73.674.534 em bilheteria na Arena Corinthians, valor que vai direto para o fundo que tem por finalidade quitar as dívidas do estádio, inaugurado em 2014. É por isso que o Timão deixa bilheteria zerada em seu balanço e não conta com o dinheiro. O lançamento do que foi arrecadado via sócio-torcedor aparece em "premiações, fiel torcedor e loterias e outras", totalizando R$ 28.881.000. A fatia do que entrou dos sócios é menor. De acordo com matéria da "Folha de S. Paulo" publicada no fim de 2015, a arrecadação bruta do Fiel Torcedor, não detalhada no balanço, fica na casa dos R$ 15 milhões - o Timão é o clube com mais sócios no Brasil (mais de 131 mil).

Depois da dupla paulista, o Internacional é o clube que mais arrecada por meio de seus torcedores: R$ 16.078.563 de bilheteria e mais R$ 66.439.359 com sócios, o que totaliza cerca de R$ 82,5 milhões. O Flamengo soma aproximadamente R$ 73,3 milhões, contando arrecadação com jogos (R$ 43.676.000) e seu programa de sócio-torcedor (R$ 29.616.000). 

O Cruzeiro registra em seu balanço arrecadação de bilheterias e sócios junto com premiações, chegando a um total de R$ 43,3 milhões em 2015. O rival mineiro arrecadou quase R$ 38 milhões com torcida, deixando especificado que R$ 24.848.504 vieram de bilheteria e outros R$ 13.138.128 de sócios.

No Sul, o Grêmio vive situação parecida com a do Corinthians no que se refere à bilheteria. Mesmo com arrecadação de cerca de R$ 21,8 milhões em ingressos na Arena, o valor não é considerado no balanço de 2015: apenas R$ 939 mil são registrados nas contas do clube, pelo fato de a gestão da arena ser de terceiros. A arrecadação total contando as receitas de sócios é de R$ 45.531.000.

O São Paulo arrecadou cerca de R$ 41,1 milhões com seus torcedores no ano passado, sendo R$ 29.486.000 com jogos e R$ 11.683.000 com seu programa de sócios-torcedores, de acordo com o balanço. O Santos apresenta números parecidos, somando um pouco menos: R$ 37,9 milhões (R$ 17.618.000 na arrecadação dos jogos e R$ 20.313.317 dos sócios).

Os três outros clubes grandes do Rio de Janeiro são os que menos conseguiram receitas com suas torcidas. O Fluminense registra cerca de R$ 21,7 milhões (R$ 15.765.000 com bilheteria e R$ 5.932.000 com sócios), enquanto que o Botafogo, após uma temporada na Série B, somou R$ 17 milhões (R$ 12.576.000 com bilheteria e R$ 4.512.000 com sócios). O Vasco registrou em seu balanço apenas R$ 10.601.165 na arrecadação dos jogos de 2015.

VALORES ARRECADADOS COM JOGOS E SÓCIOS EM 2015

1º) Palmeiras - R$ 119,6 milhões
2º) Corinthians - R$ 90 milhões*
3º) Internacional - R$ 82,5 milhões
4º) Flamengo - R$ 73,2 milhões
5º) Grêmio - R$ 67,3 milhões**
6º) Cruzeiro - R$ 43,3 milhões***
7º) São Paulo - R$ 41,1 milhões
8º) Atlético-MG - R$ 37,9 milhões
9º) Santos - R$ 37,9 milhões
10º) Fluminense - R$ 21,6 milhões
11º) Botafogo - R$ 17 milhões
12º) Vasco - R$ 10,6 milhões
* Corinthians não contabiliza renda da Arena no balanço 2015
** Grêmio também 'perde' bilheteria: mais de R$ 20 milhões da Arena não entram no balanço divulgado pelo clube
*** Cruzeiro não detalha arrecadação de bilheteria e sócios, colocando tais receitas no mesmo montante que conta premiações