Fellipe Lucena
25/05/2016
23:42
São Paulo (SP)

Sete meses depois, Fernando Prass e Fred voltaram a ter um encontro crucial. Assim como naquela bola defendida com o pé, no último instante da semifinal da Copa do Brasil do ano passado, o goleiro do Palmeiras levou a melhor. Se a defesa de 2015 permitiu que os paulistas vencessem nos pênaltis, a desta quarta, no fim do primeiro tempo, deu ao time a chance de reencontrar o bom futebol na etapa final e bater o Fluminense por 2 a 0 com gols de Vitor Hugo e Alecsandro, no Allianz Parque. A torcida tirou onda e gritou que "o Fred afundou a Seleção". Veja a repercussão nos vestiários da arena.

Representado pelo irmão Cuquinha no banco de reservas, já que foi expulso contra a Ponte, Cuca manteve seu ótimo aproveitamento na arena: são quatro jogos com ele no local, com quatro vitórias, 12 gols marcados e nenhum sofrido. Uma fortaleza.

Os seis pontos do Verdão no Brasileiro - um a menos que o líder Santa Cruz - foram conquistados em casa. Os desta quarta vieram graças às mudanças feitas pelo técnico no intervalo: Moisés na vaga de Cleiton Xavier e Alecsandro no lugar de Egídio, com Tchê Tchê indo jogar improvisado na lateral esquerda.

No primeiro tempo, mesmo sem um centroavante que pudesse prender a bola no ataque, o Palmeiras abusou dos chutões e pouco assustou Cavalieri. O Flu, guiado por Gustavo Scarpa, tentava achar espaço para entregar uma bola para Fred. A chance veio aos 44, em jogada de Scarpa que Cícero escorou para o camisa 9 concluir na pequena área. Foi quando Prass apareceu. No rebote, o goleador isolou.

Custou caro. O time de Levir Culpi não viu a cor da bola no início do segundo tempo e tomou gols aos 12 e aos 13 minutos, primeiro com um cabeceio de Vitor Hugo, aproveitando falta cobrada por Dudu, e depois com Alecsandro, fuzilando o goleiro ao receber de Jean. O Verdão fez o que Cuca pede: movimentação constante e troca de passes pelo chão. Róger Guedes se destacou.

Levir soltou o time com Marcos Júnior e Richarlison e passou a incomodar mais, apesar da insistências nas bolas alçadas. Pouco antes de sair para Magno Alves entrar, Scarpa perdeu ótima chance e esfriou de vez os ânimos dos cariocas, que ainda viram Fred finalizar a centímetros da trave nos acréscimos. O time carioca continua com quatro pontos.

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 2 X 0 FLUMINENSE


Local: Allianz Parque, em São Paulo (SP)
Data/horário: 25 de maio de 2016, quarta-feira, às 21h45
Árbitro: Sandro Meira Ricci (SC)
Assistentes: Nadine Schramm Camara Bastos e Helton Nunes (ambos de SC)
Público/renda: 28.534 presentes / R$ 1.567.292,04
Cartão  amarelo: Thiago Martins (PAL)
Gols: Vitor Hugo, 12'/2ºT (1-0); Alecsandro, 13'/2ºT (2-0)

PALMEIRAS: Fernando Prass; Tchê Tchê, Thiago Martins, Vitor Hugo e Egídio (Moisés - intervalo); Matheus Sales e Jean; Róger Guedes, Cleiton Xavier (Alecsandro - intervalo) e Dudu; Gabriel Jesus (Zé Roberto - 34'/2ºT). Técnico: Cuquinha.

FLUMINENSE: Diego Cavalieri; Jonathan, Gum, Henrique e Wellington Silva; Pierre, Edson (Marcos Junior - 16'/2ºT), Cícero e Gustavo Scarpa (Magno Alves - 31'/2ºT); Osvaldo (Richarlison - 16'/2ºT) e Fred. Técnico: Levir Culpi.