Matheus Dantas
06/11/2016
18:54
Rio de Janeiro (RJ)

O Fluminense saiu na frente do Cruzeiro no Mineirão, mas acabou atropelado pelo time mandante neste domingo, no Mineirão: 4 a 2, com gols de Rafael Sóbis, Willian, Arrascaeta e Alisson para o clube celeste. Assim, o jejum de vitórias do Tricolor no Brasileirão sobe para seis partidas, e o objetivo de classificar-se para a Copa Libertadores do ano que vem parece cada vez mais distante. 

Com 48 pontos, o Fluminense seguirá estacionado na nona colocação após o encerramento da 34ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Cruzeiro, por sua vez, praticamente encerrou com as chances de rebaixamento, alcançando os 44 pontos e pulando para a 12ª posição da tabela.

FLU SAI NA FRENTE, É DOMINADO E CRUZEIRO DÁ OLÉ

Foram 15 minutos de bom futebol do Fluminense na etapa inicial. Na única vez que encontrou espaço, Scarpa achou Richarlison, e, na velocidade, o jovem atacante deixou para trás os defensores, invadiu a área e bateu no contra-pé de Rafael: Tricolor na frente aos nove minutos de jogo. Foi o próprio camisa 70 que voltou a ameaçar a meta celeste minutos depois, em chute que saiu rente à trave direita. E parou por aí.


O time de Levir foi dando espaço, o Cruzeiro foi entrando no jogo e logo já dominava completamente as ações ofensivas. Aos 25, a defesa tricolor foi envolvida pelo ataque mineiro e Rafael Sóbis, de dentro da área, fez de esquerda um golaço, empatando o confronto no Mineirão. O Tricolor ainda perdeu Richarlison, melhor em campo, após uma dividida dura com Henrique. Foi um prenúncio do que estava por vir na partida.

Aos 44, o Cruzeiro transformou a superioridade em vantagem no placar. Willian, em uma cabeçada improvável, fez valer a bela jogada de Alisson em cima de Wellington Silva. Se o torcedor do Flu esperava alguma reação na volta do intervalo, a equipe de Mano Menezes mostrou que não seria dessa vez que o Tricolor voltaria a vencer no Brasileiro. Arrasceta roubou a bola de Edson e fez 3 a 1 quando o cronômetro ainda não tinha completado um minuto.

O Cruzeiro colocou o Fluminense na roda, e de pé em pé a bola chegou em Alisson, dentro da área, que fez o quarto gol. A defesa não se encontrava, e os meio-campistas do rival tiveram todo o espaço que desejavam para trocar passes, apenas aguardando o fim do jogo. Levir Culpi tentou com Marcos Junior e Danilinho. Wellington, que não ganhou uma no mano a mano, e Aquino deixaram o campo, mas pouca coisa mudou.

Além de alguns avanços pelo lado esquerdo, o Tricolor não foi capaz de ameaçar Rafael. Aos 47 minutos, quando os dois times já aguardavam o apito final, Gustavo Scarpa cobrou escanteio, Magno Alves desviou na primeira trave e a bola desviou em Ábila antes de balançar a rede. De nada adiantou ao Flu, que já não sabe o que é vencer no Campeonato Brasileiro há mais de um mês.

FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO 4x2 FLUMINENSE


Local: Estádio do Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data-hora: 6/11/2016, ÀS 17h
Árbitro: Elmo Alver Resende Cunha (GO)
Auxiliares: Cristhian Passos (GO) e Leone Carvalho Rocha (GO)
Renda/Público: R$ 181.573,00 / 10.068 pagantes

Cartões amarelos: Alisson e Lucas Romero (CRU); Aquino (FLU).
Cartão vermelho: Não houve.

Gols: Richarlison (0-1, 9'/1ºT), Rafael Sóbis (1-1, 25'/1ºT), Willian (2-1, 44'/1ºT) e Arrascaeta (3-1, 0'49''/2ºT) e Alisson (4-1, 5'/2ºT) e Ábila (Contra - 4-2, 47'/2ºT)

CRUZEIRO: Rafael; Lucas Romero, Léo, Bruno Rodrigo e Bryan; Henrique, Ariel Cabral e Arrascaeta (Alex, 38'/2ºT); Rafael Sóbis, Alisson (Bruno Nazário, 42'/2ºT) e Willian (Ábila, 26'/2ºT) - Técnico: Mano Menezes.

FLUMINENSE: Júlio César; Wellington Silva, Gum, Henrique e William Matheus; Edson, Cícero, Aquino (Danilinho, 14'/2ºT) e Gustavo Scarpa; Wellington (Marcos Junior, 14'/2ºT) e Richarlison (Magno Alves, 31'/1ºT) - Técnico: Levir Culpi.