Cyborg

                      Brasileira está esperançosa que sua categoria de peso seja adotada no UFC - (Foto: Reprodução)

LANCE!
18/05/2016
11:18
Rio de Janeiro (RJ)

Campeã peso-pena do Invicta, Cris Cyborg finalmente fez sua estreia no UFC, no último sábado (14), quando nocauteou Leslie Smith em 81 segundos, em evento realizado em Curitiba (PR). A lutadora desceu de peso e lutou em peso combinado, até 63.5kg, já que a sua categoria de peso ainda não existe na organização.

Como já declarou que não tem condições de bater o peso-galo (até 61kg), categoria mais perto da sua no UFC, a paranaense está empenhada em criar a categoria peso-oena na franquia americana.

- Se você olhar para a divisão de 61,2 kg, apenas a Sara Kaufman lutou durante toda a sua carreira nesse peso. Todas as outras meninas ou foram forçadas a subir de 56,6 kg ou descer de 65,7 kg para criar a divisão peso-galo. Vou lutar no peso-pena (65,7 kg) para que as outras mulheres dessa divisão tenham a mesma oportunidade. É ótimo ver promotores percebendo o potencial e apoiando a divisão, colocando a Marloes Coenen na transmissão. Esse foi um grande passo! Há mulheres para me enfrentar na minha própria divisão e, com o apoio os talentos vão continuar a se desenvolver. Se você criar, eles virão (ou voltarão) - disse Cyborg, não descartando fazer mais superlutas em peso combinado.

- A todos vocês que estão perguntando se voltarei ao peso-casado de 63,5 kg para enfrentar Holly, Miesha ou Ronda no UFC, eu quero fazer as lutas empolgantes que os fãs querem ver. Porém, eu sinto que tenho uma responsabilidade maior com a história do esporte. Depois de defender meu título, vou conversar com o meu time e ver quais superlutas o UFC está querendo me oferecer e, se for algo que os meus fãs querem, estou disposta a bater o peso novamente - disse Cris, através do Instagram.

Considerada por muitos como a maior lutadora do planeta, Cris Cyborg conquistou 16 vitórias, sendo 14 através de nocautes, e sofreu apenas uma derrota, em sua estreia no MMA.

I am so grateful to my fans and the sport of #WMMA!! I am getting thousands of messages from girls all over the world thanking me for standing up. I won't abandon you or my weight division! Not all of us weigh 115 or 135 pounds. Some of us are bigger and some even smaller...but we all deserve a stage to showcase our talents. We deserve the same opportunities as The men! They have 8 divisions in the @ufc while we only have 2 weight classes for the girls to compete in- I will fight for all of us and we will make them give the women the same opportunities the men are being given! If you look at the 135lbs division only @sarahkaufmanmma fought her entire career at 135, all of the other women were either forced up from 125 or pushed down from 145 to create this division of 135. I will fight at 145lbs so other girls will have the opportunity!!! It's great seeing promoters realize the potential and support the division by putting @marloescoenen on their broadcast, this is a great step! There are women for me to fight IN MY OWN division and with support the talent will continue to develop. If you build it they will come (or return)! It was a dream come true fighting in my hometown of Curitiba and it would be a dream come true to finally call my World Title an @ufc championship for the women's featherweight division. If it is god's blessings I will step back into the octagon again after defending my @invictafc title! Those of you asking if I will return to 140 to face holly, Miesha, or Ronda in the @ufc...I want to make the exciting fights the fans want to see, however I feel I have a bigger responsibility for the history of the sport, but after defending my belt I will sit with my team and see what superfights the @ufc is willing to make and if it is something MY FANS want, I am willing to make the weight again! Always Glory to God!!!!! Please share if you support women's MMA!

Uma foto publicada por CRISTIANE V JUSTINO 🇧🇷★ (@criscyborg) em