Rueda à beira do campo na final do Copa do Brasil. O treinador tem muito trabalho pela frente

Rueda falou após a perda do título no Ninho do Urubu (Gilvan de Souza / Flamengo)

LANCE!
29/09/2017
13:16
Rio de Janeiro (RJ)

Após perder o título da Copa do Brasil pra o Cruzeiro, o Flamengo se reapresentou nesta sexta-feira no Ninho do Urubu e o clima por lá ainda não era dos melhores. Depois das atividades, o colombiano Reinaldo Rueda concedeu entrevista coletiva e revelou uma reunião interna, para que todos sigam em frente para buscar o melhor para o Rubro-Negro.

- Sempre vai ser a nossa tarefa essa cobrança, essa exigência dessa mentalidade vencedora. Para todos os jogos, todos são importantes para nós. Penso que não há muita diferença. Fizemos uma reunião com os jogadores hoje, diretoria, comissão, e sabemos que temos que ter a cabeça erguida, seguir em frente, exigindo, olhando nos olhos, querendo mais, e saber que temos dois desafios pendentes.

O treinador também lamentou a pressão e críticas feitas para Muralha e Diego. O técnico lembrou que o confronto foi decidido nos detalhes e que nesse momento o futebol ficou em segundo plano.

- O futebol do Brasil é o maior do mundo. Se uma situação, a imprensa especializada, uma final de Copa do Brasil, com a grandeza de Cruzeiro e Flamengo, se reduz a Muralha, é triste.  O futebol fica em segundo plano. Preocupante para o futuro do futebol brasileiro, dos jornalistas de olho na Copa. Não estão sendo analisados todo o confronto, mas apenas dois jogadores: Muralha e Diego.