Santos x Audax
LANCE!
08/05/2016
19:00
São Paulo (SP)

Ainda que a despedida tenha sido com choro pelo vice no Campeonato Paulista, o Osasco Audax fez história em 2016. Os resultados em campo fortaleceram uma filosofia de jogo mais ousada, de futebol ofensivo, reverenciada até mesmo por quem ergueu a taça neste domingo. Enquanto os osasquenses recebiam as medalhas de prata, o elenco do Santos aplaudia.

- Me reconheço neles, claro. Nossa atitude de aplaudir na frente do palco, demonstra que eles também são campeões. Falamos há muito tempo que iríamos aplaudi-los, independentemente de quem fosse campeão. Eles demostraram como se deve jogar futebol, de forma vistosa e para frente. Eles trazem esperança para o futebol brasileiro - destacou Ricardo Oliveira.

Se em campo o capitão santista orientou os jogadores a homenagearem o Audax, nas arquibancadas a torcida alvinegra agiu espontaneamente e também aplaudiu os rivais da decisão estadual. Alguns dos comandados de Fernando Diniz preferiram seguir ao vestiário da Vila Belmiro, mas a maioria tentou esquecer a tristeza da derrota por 1 a 0 e curtiu o troféu de vice-campeão.

- Parabéns aos atletas, ao clube e ao Diniz, que encheu todos os brasileiros de orgulho. Reconhecemos esse bom futebol, isso é bonito. Todo mundo se encantou. Esse time chegou à final por mérito e se fosse campeão não seria surpresa. Entrou nossa tradição, nossa capacidade de decidir e de saber sofrer, mas eles merecem esse aplauso de todos - seguiu Oliveira.

A tendência, agora, é que o Audax se desmanche para a sequência da temporada. Por enquanto, Tchê Tchê já fechou com o Palmeiras e Bruno Paulo e Camacho estão perto de assinar com o Corinthians. Até mesmo o técnico Fernando Diniz tem chances de se despedir nos próximos dias.

- Jogamos em cima na Vila o tempo todo. No segundo tempo tivemos mais dificuldade para entrar, mas fomos aguerridos e tivemos chance até o último minuto. Jogamos muito bem, bolas na trave. Comentar resultado é ruim. Fizemos uma bela partida, melhor que eles nos dois tempos. Minha tendência é continuar, mas amanhã (segunda-feira) é que vou resolver - disse o treinador.