Léo Saueia, Russel Dias e Valdomiro Neto
08/05/2016
18:22
São Paulo e Santos (SP)

Dez anos atrás, o torcedor santista convivia com um enorme jejum de títulos paulistas e via o clube bem atrás dos principais rivais no ranking de taças estaduais. Com 21 - quase 22! - anos sem conquistar o torneio o Peixe tinha em sua galeria 15 estaduais. Esse olhar retrospectivo mostra o tamanho da virada que o time produziu de lá para cá. 

Naquele mesmo ano de 2006, o Santos renasceu. Iniciou uma arrancada histórica, que ganhou mais um andar neste domingo, com a conquista do 22º título. Desde o renascimento, foram nove finais em dez anos (na conquista que encerrou a fila, a competição era por pontos corridos), sendo sete títulos, incluindo o do triunfo sobre o Audax.

Neste ano, o Peixe foi derrotado em apenas uma oportunidade, para o Red Bull, por 2 a 0, fora de casa. A excelente campanha dá ao atual elenco a melhor campanha do clube desde o renascimento de 2006.

Antes "quarta força" e atrás de todos os rivais, o Peixe igualou o Palmeiras com 22 conquistas e deixou o São Paulo (21) para trás. O Corinthians segue no topo, com 27 títulos. Renascido e embalado, o Santos agora começa a corrida pela hegemonia...

PAULISTÃO 2006

9 de abril de 2006 - Santos 2 x 0 Portuguesa - Vila Belmiro
Santistas levantam troféu de 2006 (Foto: Ari Ferreira/Lancepress!)

O Santos saiu da fila de quase 22 anos sem título paulista em 2006, na última vez que o torneio foi disputado por pontos corridos. Na partida final, venceu a Portuguesa por 2 a 0, na Vila Belmiro, e assegurou o troféu.

Jogos: 19
Vitórias: 14
Derrotas: 4
Empates: 1
Gols pró: 33
Gols contra: 19 
Artilheiro:  Léo Lima (cinco gols) 

PARTIDA FINAL: 
Santos 2 x 0 Portuguesa (9 de abril de 2006, na Vila Belmiro)
Gols: Cléber Santana e Leonardo (SAN) 

COM A PALAVRA:
Kléber, lateral bicampeão em 2006/07

"O time de 2006 teve que ser remontado, não tinha jogadores experientes. Ganhamos o título de uma forma que não era convincente, mas eficiente. O mais importante foi a conquista.. Ficamos na história.

PAULISTÃO 2007 

6 de maio de 2007 - Santos 2 x 0 São Caetano - Morumbi
Com Zé Roberto, time foi bi em 2007 (Foto: Reginaldo Castro/Lancepress!)

O Santos conquistou o bi em 2007, o seu 17º título, derrotando o São Caetano, que era dirigido justamente por Dorival Júnior, na decisão. O título veio de forma dramática, com um gol do até então desconhecido Morais, nos minutos finais - o Peixe havia perdido por 2 a 0 no primeiro jogo e precisava dar o troco no segundo. 

Jogos: 23
Vitórias: 17
Derrotas: 2
Empates: 4
Gols pró: 47
Gols contra: 21
Artilheiro: Cléber Santana (11 gols)

PARTIDA FINAL: 
Santos 2 x 0 São Caetano (6 de maio de 2007, no Morumbi) 
Gols: Adaílton e Moraes (SAN) 

PAULISTÃO 2010

Final do Paulista 2010 - Santos x Santo André (Foto: Ari Ferreira)
Santistas festejam título de 2010  (Foto: Ari Ferreira)

O Santos conquistou seu 18º título paulista com um time que gerou furor naquele ano ao levar também o caneco inédito da Copa do Brasil. Dirigido por Dorival Júnior, o time se celebrou por ser uma máquina de fazer gols, aplicando grandes goleadas, e fez uma final eletrizante contra o Santo André.

Jogos: 23
Vitórias: 18
Derrotas: 3
Empates: 2
Gols pró: 72
Gols contra: 29
Artilheiro: Neymar (14 gols)

PARTIDA FINAL:

Santos 2 x 3 Santo André (2 de maio de 2010, no Pacaembu)
Gols: Neymar, duas vezes (SAN); Nunes, Alê e Branquinho (AND)

PAULISTÃO 2011 

2011: Santos 2 x 1 Corinthians
Neymar fez gol na final contra rival (Foto: Ari Ferreira/Lancerpes!)

O Santos conquistou seu 19º título vingando-se do Corinthians, seu algoz de dois anos antes. A equipe, que seria campeã da Libertadores no mesmo ano após 48 anos de espera, obteve o troféu na Vila Belmiro, repetindo o que acontecera em 2006, quando saiu da fila.

Jogos: 23
Vitórias: 14
Derrotas: 3
Empates: 6
Gols pró: 45
Gols contra: 21
Artilheiro: Elano (11 gols)

PARTIDA FINAL:

Santos 2 x 1 Corinthians (15 de maio de 2011, na Vila Belmiro)
Gols: Arouca e Neymar (SAN); Morais (COR)

COM A PALAVRA:
Léo, lateral tricampeão em 2010/11/12

"Jogar na Vila Belmiro é diferente, ainda mais em um jogo decisivo. Para a gente, era fundamental. A atmosfera, o ambiente, o barulho da torcida... Isso tudo incendeia o jogador do Santos de tal maneira que o time é quase imbatível em casa."

PAULISTÃO 2012 

Santos x Guarani - 2012
Peixe passou pelo Guarani na decisão de 2012  (Foto: Ivan Storti)

O Santos conquistou seu primeiro tricampeonato estadual em série desde a Era Pelé. Ainda com Neymar como astro, a equipe derrotou na decisão o Guarani, com dois jogos no Morumbi. O Peixe chegava a seu 20º troféu do Campeonato Paulista.

Jogos: 23
Vitórias: 16
Derrotas: 4
Empates: 3
Gols pró: 58
Gols contra: 21
Artilheiro: Neymar (20 gols)

PARTIDA FINAL:

Santos 4 x 2 Guarani (dia 13 de maio de 2012, no Morumbi)
Gols: Alan Kardec, duas vezes, e Neymar, duas vezes (SAN); Fabinho e Bruno Mendes (GUA)

PAULISTÃO 2015

Santos x Palmeiras - 2015
Peixe levanta taça de 2015 (Foto: Ari Ferreira/Lancepress!)

Depois de perder duas finais seguidas (para Corinthians, em 2013, e Ituano, 2014), o Peixe voltou a sagrar-se campeão estadual. Na decisão, a equipe, dirigida por Marcelo Fernandes, superou o Palmeiras no pênaltis após dois jogos bastante equilibrados. O time, comandado por Robinho, em sua terceira passagem pelo clube, igualava-se assim ao São Paulo no ranking estadual.

Jogos: 19
Vitórias: 13
Derrotas: 2
Empates: 4
Gols pró: 36
Gols contra: 15
Artilheiro: Ricardo Oliveira (11 gols)

PARTIDA FINAL:

Santos 2 (4) x (2) 1 Palmeiras (3 de maio de 2015, na Vila Belmiro)
Gols: David Braz e Ricardo Oliveira (SAN); Lucas (PAL)

PAULISTÃO 2016

Santos x Audax
Oliveira comemora gol na final (Foto: Daniel Vorley/AGIF/Lancepress!)

O Peixe faturou o quarto bicampeonato de sua história ao superar na decisão o surpreendente Audax. Depois de um empate por 1 a 1 em Osasco, o Peixe se impôs na Vila Belmiro, estádio em que está há cinco anos sem perder no estadual, fez... 

Jogos: 19
Vitórias: 11
Derrotas: 1
Empates: 7
Gols pró: 34
Gols contra: 17
Artilheiro: Gabriel (7 gols)

PARTIDA FINAL:

Santos 1 x 0 Osasco Audax (8 de maio de 2016, Vila Belmiro)
Gols: Ricardo Oliveira (SAN)

COM A PALAVRA:
Elano, meia bicampeão em 2011/12 e 2015/16

"No time de 2012 tinha muita consistência na defesa, no meio e no ataque. Tivemos bastante êxito. É um time, assim como o de hoje, que ficará na história do clube. São situações diferentes e com muito brilho."