Gabriel Carneiro e Fellipe Lucena
08/05/2016
18:47
Santos (SP) 

O Santos sagrou-se bicampeão paulista neste domingo com a marca de seu camisa 9. O gol de Ricardo Oliveira é mais momento para consagrar o jogador no coração do torcedor. Ele terminou como o melhor me campo na partida decisiva. Thiago Maia, revelação do Peixe, Gabigol e Vitor Bueno também se destacaram. Confira as notas: 

SANTOS

6,5
Vanderlei
Fez quatro importantes defesas ao longo do jogo e contou com a sorte em duas bolas na trave.

6,5
Victor Ferraz
Extremamente participativo, até desarmou do lado esquerdo da defesa. Não foi muito ao ataque.

7,0
David Braz
Desarmou a melhor chance do Audax no segundo tempo e teve muita segurança na saída de bola.

6,0
Gustavo Henrique
Falhou uma vez na bola aérea, em lance que bateu na trave. Fora isso, não brincou com ela no pé.

6,5
Zeca
Precisão nos desarmes e poucos erros de passe. Quando se atirou ao ataque, ofereceu muito perigo.

7,0
Renato
Apenas dois erros de passe ao longo da partida. Foi bem na contenção e abriu espaços no campo ofensivo.

7,5
Thiago Maia
Gigante na decisão! Marcou com qualidade as descidas do Audax, foi o que mais desarmou e ainda criou.

5,5
Lucas Lima
Não participou de praticamente nenhuma ação do jogo nos 23 minutos que jogou. Saiu por lesão.

7,5
Vitor Bueno
Começou perdido, mas se achou em campo. Desarme e assistência de altíssimo nível. Agudo e inteligente.

7,5
Gabigol
Ativo do início ao fim. Chamou responsabilidade, criou espaços e armou boas chances para o Peixe.

8,0
Ricardo Oliveira
Golaço já no fim do primeiro tempo, quando o Audax dominava. Preciso, artilheiro mostrou muita habilidade.

7,0
Paulinho
Perdeu uma boa chance de marcar, mas foi dos mais disciplinados da equipe. Boa marcação e atitude.

5,5
Ronaldo Mendes
Perdeu chance inacreditável quase no último lance da partida, errou alguns passes, mas segurou a bola.

6,5
Joel
Fez um belíssimo gol, de bastante oportunismo, mal anulado pela arbitragem. Disposição e atitude.

7,5
Dorival Júnior
Título e invencibilidade na Vila são fruto de seu ótimo trabalho. Ontem houve erros, mas eficiência do time.

Santos x Audax
Oliveira foi o melhor em campo (Foto: Daniel Vorley/AGIF/Lancepress!)

OSASCO AUDAX

6,0
Sidão

Não teve culpa no gol de Ricardo. Assustou ao rebater uma bola no 1º tempo e fez boa defesa no 2º.

5,5
Francis

Não comprometeu na marcação pelo lado direito, mas destoou tecnicamente. Saiu no intervalo.

5,0
Bruno Silva

Ficou no mano a mano e levou drible desmoralizante de Oliveira no gol santista. Foi substituído.

5,0
Velicka

Deu espaços no 1 tempo. Subiu mais na etapa final, mas deu só um bom cruzamento, para Ytalo.

6,0
Yuri

Tentou, mas não conseguiu matar a jogada do gol de Ricardo Oliveira. Com a bola, bem na saída de bola.

6,5
Camacho

Foi importante nos momentos de domínio do Audax, organizando o jogo. Salvou gol certo do Peixe.

6,5
Tchê Tchê

Teve a melhor chance para abrir o placar ao chutar na trave. Foi o principal armador na etapa final.

6,0
Juninho

Deu um chute muito perigoso no primeiro tempo. No segundo, foi discreto e acabou saindo.

5,0
Mike

Errou o passe que deu início à jogada do gol de Ricardo Oliveira. Não criou muito perigo.

5,0
Bruno Paulo

Não conseguiu encaixar os seus dribles e foi pouco útil na criação de jogadas no ataque.

6,5
Ytalo

Em sua melhor chance, acertou um cabeceio no travessão. No primeiro tempo, já havia dado bom chute.

5,0
Rodolfo

Entrou no intervalo e apostou nas jogadas individuais pela direita, mas sem muita efetividade.

5,0
Wellington

Assim como Rodolfo, não foi efetivo. Bem aberto pelo lado esquerdo, foi menos participativo que o colega.

4,5
Felipe Diadema

Entrou no fim e fechou a lateral-direita. Foi por ali que saiu o gol mal anulado de Joel.

6,5
Fernando Diniz

Teve mais posse de bola que o Santos e criou chances até para ganhar. Bom trabalho.