Niko Kovac

A derrota em casa por 3 a 0 para o Mönchengladbach deixou o técnico Niko Kovac, do Bayern de Munique, em maus lençois (Divulgação/Bayern)

Mais Que Um Jogo (MQJ)
08/10/2018
14:57
Rio de Janeiro

A temporada europeia ainda está no começo, mas quatro clubes já convivem com crise e até incertezas. Times do porte de Real Madrid, Manchester United, Bayern de Munique e Monaco estão pressionados.
Os resultados ruins em campo colocam em xeque treinadores em início de trabalho.  Como exemplo, Lopetegui e Kovac, mas há outros com mais tempo de casa, como Mourinho e Leonardo Jardim.
Fizemos uma análise e apresentamos alguns casos. Confira abaixo:
OS CLUBES EUROPEUS QUE ESTÃO EM CRISE
Real Madrid
A derrota para o Alavés aumentou a crise merengue. O Real Madrid está na quinta colocação do Campeonato Espanhol. A distância para o líder Sevilla é de apenas dois pontos. Porém, a situação do Real é de alerta. O técnico Julen Lopetegui está pressionado. O time não faz gol há quatro jogos, numa sequência de três derrotas e um empate.

Deportivo Alavés x Real Madrid - Modric
(Foto: ANDER GILLENEA / AFP)

Manchester United
A virada sobre o Newcastle foi um alento para José Mourinho, mas a crise ainda está longe de ser solucionada. A pressão é grande. O Manchester United é apenas o oitavo colocado na Premier League, com sete pontos a menos do que os líderes. Além disso, convive com relação estremecida entre o técnico português e Pogba, por exemplo.

José Mourinho - Manchester United x Valencia
(Foto: Lindsey Parnaby / AFP)

Bayern de Munique
O gigante alemão hoje ocupa a sexta colocação da Bundesliga, com quatro pontos a menos do que o líder Borussia Dortmund. A derrota em casa por 3 a 0 para o Mönchengladbach deixou o técnico Niko Kovac mais pressionado – atravessa uma série de quatro jogos sem vencer, sendo duas derrotas e dois empates.

Borussia Mönchengladbach x Bayern de Munique
AFP

Monaco
Um dos principais clubes da França, o Monaco vive fase delicada – está na zona de rebaixamento, na 18ª colocação, com apenas seis pontos (campanha de uma vitória, três empates e cinco derrotas). Além disso, perdeu os dois jogos que fez na Champions League, para o Brugge e Borussia Dortmund. No clube desde 2014, o técnico Leonardo Jardim vive um dos piores momentos à frente do time.

Disposição e empenho não faltaram na partida entre Monaco e Borussia Dortmund. Porém, no fim acabou prevalecendo a qualidade dos franceses, que se classificaram
VALERY HACHE / AFP