Chris Froome

Chris Froome sofreu queda durante a Critérium du Dalphiné (Foto: LUK BENIES / AFP)

LANCE!
12/06/2019
17:46
Roanne (FRA)

O britânico Christopher Froome sofreu múltiplas fraturas em um acidente durante uma prova de preparação nesta quarta-feira e está fora da Volta da França, que ocorre entre os dias 6 e 28 de julho.

Tetracampeão da maior competição de ciclismo do mundo (2013, 2015, 2016 e 2017), Froome participava do Critérium du Dalphiné, na França, considerado o último grande teste antes da largada no Tour. O atleta da equipe Ineos caiu durante o reconhecimento da quarta etapa, na cidade de Roanne.

Pelo Twitter, a Ineos confirmou que Froome sofreu fraturas no fêmur, cotovelo direito e em costelas. O ciclista britânico foi levado de helicóptero ao Hospital de Roanne.

"Em nome da equipe, gostaria de elogiar o tratamento que ele recebeu dos serviços de emergência e do Hospital de Roanne na avaliação e estabilização. Vamos agora voltar nosso foco para apoiá-lo em sua recuperação”, disse o médico da Ineos, Ricard Usher.

Adam Yates é o novo líder

O belga Wout Van Aert, da Jumbo, venceu a etapa desta quarta-feira da Critérium Du Dauphiné, a quarta de oito, um contrarrelógio. Ele marcou 33m38s. Mas quem se deu bem foi Adam Yates, o britânico da Mitchelton cgehou em sexto lugar e, com o tempo, assumiu a liderança (camisa amarela) com 12h27m26s, apenas quatro segundos à frente do ex-líder o Dylan Teuns, belga da Jumbo e seis de Tejay Van Garderen, amareicano da EF.

Do top3, apenas Yates é candidato ao título e daqui para a frente vai monitorar aquele que tornou-se o grande favorito da Criterium, o astro colombiano Nairo Quintana, da Movistar. Excepcional montanhista (escalador) e notoriamente um péssimo contrarrelogista, Quintana saiu da prova apenas 40s atrás do líder.

Como a Critérium terá as suas três últimas etapas de montanha, tudo indica que Quintana dinamitará a diferença e irá para a briga com Yates. 

A etapa desta quinta-feira é para velocistas, mas toda as atenções estão nas últimas etapas. Na sexta-feira, são oito montanhas categorizadas. No sábado, três, com chegada em subida. E no domingo, sete.