(Foto: Getty Images)

Robert Whittaker falou pela primeira vez após ser forçado a sair do card do UFC 234 (Foto: Getty Images)

TATAME
11/02/2019
13:30
Melbourne (AUS)

O mundo do MMA foi pego de surpresa com a notícia de que Robert Whittaker estava fora do duelo contra Kelvin Gastelum, que aconteceria no último sábado (9), na luta principal do UFC 234, na Austrália. Horas antes do evento começar, o campeão peso-médio foi retirado do card por conta de uma hérnia abdominal e precisou passar por dois procedimentos cirúrgicos - o primeiro no intestino e o outro para tratar a hérnia no abdômen.

Na noite do último domingo (10), Whittaker, ainda no hospital, se pronunciou pela primeira vez após o caso. Através de um vídeo publicado em sua conta oficial no Instagram, o lutador revelou que ainda tentou convencer os médicos de deixá-lo lutar no UFC 234, no entanto, se viu obrigado a desistir após saber a gravidade do ocorrido.

- Deixe-me dizer que sinto muito por todos os meus amigos, familiares e fãs que vieram assistir a minha apresentação, mas infelizmente, não pude estar lá. Estava lutando contra os médicos até que eles disseram: 'Você tem que fazer uma cirurgia ou perderá parte do seu intestino'. Ou pode ser potencialmente fatal. Tive que olhar para a minha saúde primeiro - me desculpe, pessoal.

Sinto muito por Gastelum, porque ele veio aqui, preparou-se, percorreu um longo caminho e não pude lhe dar um show.

Vocês sabem o que é preciso para me manter longe do octógono. Então, vocês estarem me dando força, me apoiando e me enviando amor significa muito para mim. Realmente. E torna mais fácil tentar ainda mais da próxima vez, entrar lá e colocar minha alma e fazer um bom show para vocês. Voltarei melhor do que nunca. Este é um obstáculo que venci. Não vai me abater para sempre. Eu voltarei melhor que nunca - declarou Whittaker.

Quer ficar por dentro do mundo da luta? Clique e acesse o site da TATAME!