Georges St-Pierre anuncia aposentadoria do MMA pela segunda vez (Foto Getty Images / UFC)

St-Pierre anuncia aposentadoria do MMA pela segunda vez após UFC não casar lutar com Khabib (Foto Getty Images)

TATAME
21/02/2019
13:43
Montreal (CAN)

Nesta quinta-feira (21), em uma coletiva na cidade de Montreal, no Canadá, Georges St-Pierre confirmou que está se aposentando pela segunda vez do MMA. O rumor da decisão do canadense estava circulando na imprensa especializada nos últimos dias. GSP, ex-campeão dos meio-médios e dos médios do UFC, disse que gostaria de ter lutado contra Khabib Nurmagomedov, atual campeão dos leves, mas o Ultimate "tinha outros planos".

- Nós tentamos organizar uma luta contra o Khabib Nurmagomedov. Eu sei que Khabib queria. Mas o UFC tinha outros planos. Eu desejo ao Khabib a melhor sorte. Eu sou um grande fã dele. Eu acho que ele é o melhor lutador da atualidade. Eu amo assisti-lo lutar. Eu não posso esperar para ver quem será o próximo (adversário do russo) - comentou.

Sobre a questão da aposentadoria, St-Pierre disse que não foi fácil abandonar o esporte e que precisou de "disciplina". No entanto, destacou que o principal fator era parar no "topo".

- Hoje, todos sabem, não é uma surpresa, anúncio minha aposentadoria. Não é triste, estou muito feliz. Custou muita disciplina para me aposentar no topo, foi um processo na minha cabeça, mas é a hora. Sempre disse que queria me aposentar por decisão minha, não ser aposentado. É como deve ser: no topo. Eu costumava ir lá e bater em todos. Eu queria destruir todo mundo. Eu não tenho mais a mesma raiva, a mesma fome - explicou.

St-Pierre deixa o MMA com 28 lutas em seu cartel, sendo 26 vitórias e apenas duas derrotas - para Matt Hughes e Matt Serra, ambos vencidos posteriormente pelo canadense. Após encerrar a carreira pela primeira vez em 2013, GSP deixou o UFC como campeão dos meio-médios (até 77kg). Quatro anos depois, em 2017, voltou, finalizou Michael Bisping e se tornou campeão dos médios (até 84kg). Por conta do processo de ganho de peso para subir de divisão, o lutador adquiriu alguns problemas de saúde e, em seguida, abriu mão do título, afirmando que não gostaria de "travar" a categoria.