Khabib teve metade da bolsa liberada pela NASC, mas segue suspenso, assim como Conor (Foto: Getty Images)

Khabib teve metade da bolsa liberada pela NAC, mas segue suspenso, assim como Conor (Foto: Getty Images/UFC)

TATAME
24/10/2018
19:15
Rio de Janeiro (RJ)

A confusão envolvendo Khabib Nurmagomedov, campeão dos leves, e Conor McGregor no UFC 229, em Las Vegas (EUA), no começo deste mês, ganhou mais um capítulo. A Comissão Atlética de Nevada (NAC), que havia travado a bolsa do russo, liberou na tarde desta quarta-feira (24) apenas US$ 1 milhão – correspondente a 50% dos US$ 2 milhões do salário do lutador, de acordo com o relatório do próprio órgão divulgado após o evento.

Além disso, o órgão prorrogou a suspensão temporária dos lutadores até o dia 10 de dezembro, data da audiência em que será obrigatória as presenças de Khabib e Conor. Na reunião organizada pela NAC nesta quarta-feira, o russo não mandou nenhum representante, enquanto o irlandês contou com a participação do advogado pelo telefone.

Anthony Marnell, membro da NAC, revelou em conversa com jornalistas que Khabib faturou com a luta no UFC 229, incluindo a parte de venda de pay-per-view, cerca de US$ 5 milhões. Ele ainda afirmou que, se tivesse o vídeo de McGregor acertando o primeiro soco no córner do russo, também pediria a suspensão da bolsa do ex-campeão irlandês.

Vale lembrar que toda a confusão começou logo após Khabib finalizar McGregor no quarto round. O russo, então, pulou a grade do octógono para agredir Dillon Danis, treinador de Jiu-Jitsu do irlandês, o que deu início a uma briga generalizada na T-Mobile Arena.

Quer ficar por dentro do mundo da luta? Clique e acesse o site da TATAME!