(Foto: Getty Images)

Gustafsson tem luta marcada contra Oezdemir, mas já pensa no campeão Daniel Cormier (Foto: Getty Images)

TATAME
11/07/2018
11:20
Rio de Janeiro (RJ)

Agora campeão de duas categorias no Ultimate, a dos meio-pesados e a dos pesados, Daniel Cormier terá a missão de defender seus títulos para manter as respectivas divisões ativas dentro da organização. O americano mal fez sua última luta, vencendo Stipe Miocic, no último sábado (7), pelo UFC 226, mas já tem rival de olho na postura de "DC" em relação aos cinturões que tem posse. Atual número 1 dos meio-pesados, Alexander Gustafsson é um dos lutadores que pretende ficar "de olho" na atual situação envolvendo Daniel.

Com duelo marcado diante de Volkan Oezdemir, segundo colocado da divisão, no dia 4 de agosto, pelo UFC 227, Gustafsson, em entrevista ao programa "MMA Hour", foi irônico ao dizer que Cormier não pode ficar do seu "trono" decidindo as lutas da categoria. Além disso, afirmou que seu confronto contra o suíço deveria valer o cinturão interino.

- Eu e Volkan (Oezdemir), que somos os números 1 e 2 da divisão, deveríamos lutar pelo título interino no UFC 227. Quando e se Cormier decidisse descer de peso e lutar no meio-pesado, nós unificaríamos o título. Tudo depende dele. Daniel não pode sentar no seu trono e dizer quem luta contra quem e quem não luta. Se ele fizer isso, seria melhor abandonar o cinturão, porque eu quero aquele título. Meu foco total é nele e na luta contra Volkan. Só tenho a dizer que, ou ele (Cormier) me enfrenta, ou larga o cinturão - disparou o sueco, que ainda afirmou que Cormier deveria lutar em breve no meio-pesado, ou então abrir mão do título para não travar a divisão.

- Ele chegou ao topo: tem os cinturões dos meio-pesados e dos pesados, e quer ficar com o dos meio-pesados para ele, não quer largar. Não sei o que está acontecendo, mas ele precisa decidir se quer voltar a descer de categoria. Eu vou vencer Volkan, e então estarei pronto para ele. Talvez ele devesse largar aquele cinturão e deixasse ele para nós, para que tivéssemos algo pelo que lutar - encerrou Gustafsson, que já perdeu para Cormier em 2015, no UFC 192.

Quer ficar por dentro do mundo da luta? Clique e acesse o site da TATAME!