Rafael dos Anjos quer reencontrar o caminho das vitórias neste sábado contra Lee (Foto: Getty Images)

Rafael dos Anjos quer reencontrar o caminho das vitórias neste sábado contra Kevin Lee (Foto: Getty Images / UFC)

TATAME
15/05/2019
17:47
Nova York (EUA)

Por Yago Rédua

Rafael dos Anjos vem de duas derrotas seguidas no Ultimate para Colby Covington, na disputa do cinturão interino dos meio-médios, e Kamaru Usman, que na sequência viria se tornar campeão linear da categoria. Neste sábado (18), buscando uma reabilitação dentro da organização, o ex-campeão vai encarar Kevin Lee na luta principal do UFC Rochester, em Nova York (EUA). O norte-americano fará sua estreia na divisão até 77kg.

À TATAME, Rafael exaltou o camp de sete semanas realizado para este combate e deu alguns detalhes da estratégia: - Foi ótimo, bem tranquilo para o meu corpo, para minha cabeça e não tão longo. Foram sete semanas, tudo ocorreu bem e sem nenhuma lesão. Vou fazer nada de diferente (estratégia da luta). Vou colocar a minha pressão, não vou andar pra trás e serei mais agressivo. O Usman e o Colby são maiores que o Lee. Ele não tem essa força toda, ele não vai conseguir me pressionar na grade - disse.

Provocador, Lee tentou, sem sucesso, desestabilizar o brasileiro na primeira encarada entre os dois, em um encontro em Atlanta (EUA), no mês de abril. Dos Anjos mostrou calma e serenidade. O ex-campeão disse que isso “faz parte” do jogo de promoção.

- Esses caras só fazem isso tudo para câmera. É tudo para promoção. Não é o meu estilo de promover luta assim. Na hora que bate de frente, eles arregam. Ele pode fazer o que ele achar melhor, isso é com cada um - disparou.

Sobre os próximos passos dentro da organização, tendo em vista que vem de derrota para os dois campeões da categoria, Dos Anjos disse que vai esperar para ver o que acontece. O lutador afirmou que estará pronto caso apareça alguma oportunidade de lutar pelo título.

- Não penso em desafiar ninguém (após a luta), não sou cara assim. Uma vitória é sempre boa, minha última vitória foi em dezembro de 2017. As minhas duas derrotas foram para os campeões. O Lee não é um cara ranqueado, é duro, mas não é ranqueado. A vitória vai me trazer uma confiança e dará um novo ânimo. Se aparecer um dia uma chance pelo cinturão, estarei preparado. A vida é feita de oportunidades, tem que tá ativo, com a cabeça boa. Por isso também aceitei essa luta - apontou Dos Anjos, que falou sobre a “experiência” para reencontrar o caminho das vitórias no UFC após duas derrotas.

- Minha experiência (principal trunfo voltar a vencer). Eu já tive nessa posição duas vezes. Primeiro, na minha estreia no UFC, quando perdi as minhas duas primeiras lutas. Não tinha pressão maior que aquela, de achar que ia ser cortado. Quando eu perdi o cinturão, foi a mesma coisa. Tenho muita perseverança e sou competitivo também. Outro dia, eu vi uma coisa na internet que me fez lembrar da minha história. O leão falha em 85% das vezes que sai para caçar, mas o que o torna rei da floresta é a perseverança. Mesmo ele tentando tantas falhas, ele tem perseverança - concluiu.

CARD COMPLETO:

UFC Fight Night 152
Sábado, 18 de maio de 2019
Rochester, em Nova York (EUA)

Card principal
Peso-meio-médio: Rafael dos Anjos x Kevin Lee
Peso-meio-médio: Vicente Luque x Derrick Krantz
Peso-galo: Aspen Ladd x Sijara Eubanks
Peso-médio: Antônio Cara de Sapato x Ian Heinisch
Peso-leve: Charles do Bronx x Nik Lentz
Peso-leve: Davi Ramos x Austin Hubbard

Card preliminar
Peso-pena: Megan Anderson x Felicia Spencer
Peso-pena: Mike Trizano x Grant Dawson
Peso-leve: Desmond Green x Charles Jourdain
Peso-meio-pesado: Patrick Cummins x Ed Herman
Peso-meio-médio: Danny Roberts x Michel Pereira
Peso-médio: Zak Cummings x Trevin Giles
Peso-pena: Julio Arce x Julian Erosa