(Foto: Divulgação/WWE)

Ronda Rousey foi derrotada e perdeu seu cinturão na Wrestlemania 35 (Foto: Divulgação/WWE)

TATAME
09/04/2019
12:15
Nova York (EUA)

Em mais uma noite histórica para a WWE, maior empresa de Pro-Wrestling do mundo, a noite do último domingo (7) não foi agradável para dois ex-campeões do UFC. Brock Lesnar e Ronda Rousey, que chegaram ao evento Wrestlemania 35 detendo o cinturão universal da WWE e o cinturão feminino, respectivamente, deixaram o MetLife Stadium, em Nova York (EUA), sem os mesmos.

Encabeçando a primeira luta principal entre mulheres da história da Wrestlemania, Ronda Rousey estava invicta na empresa desde sua estreia, em 2018. A ex-campeã do UFC vivia uma rivalidade intensa com Becky Lynch e Charlotte Flair, que chegou a envolver até seu marido e ex-lutador do UFC, Travis Browne. Em uma luta tripla, Rousey acabou sendo derrotada por Lynch, perdendo o cinturão feminino do programa “Raw” e encerrando o reinado de 232 dias – o maior reinado da história do cinturão.

Já Lesnar teve seu reinado de 156 dias interrompido por Seth Rollins, que conquistou o cinturão pela primeira vez em sua carreira, em um rápido confronto, que durou cerca de 10 minutos. Este foi o segundo reinado de Lesnar com o cinturão universal, e o ex-UFC possui o maior número de dias combinado detendo o cinturão – totalizando 660 dias.

Entretanto, a perda do cinturão dos dois atletas pode significar o fim de suas carreiras na WWE. Brock Lesnar estaria de malas prontas para o UFC, com a missão de enfrentar Daniel Cormier – atual campeão peso-pesado – em agosto, de acordo com rumores, enquanto Ronda Rousey tem outro objetivo. Segundo jornalistas especializados, Rousey estaria cansada da rotina exaustiva dos funcionários da WWE, que se dedicam 300 dias do ano em eventos e viagens, para iniciar uma família e ter filhos, algo que não condiz com a agenda atual da atleta.

Quer ficar por dentro do mundo da luta? Clique e acesse o site da TATAME!