Adesanya tem o desejo de unificar os títulos com Whittaker na Austrália (Foto: Getty Images)

Israel Adesanya tem o desejo de unificar os títulos com Robert Whittaker na Austrália (Foto: Getty Images / UFC)

TATAME
14/04/2019
14:58
Atlanta (EUA)

A noite de sábado (13), no UFC 236, em Atlanta (EUA), ficará por muito tempo na memória do fã de MMA. Israel Adesanya foi protagonista ao lado de Kelvin Gastelum no co-main event que teve 25 minutos de uma luta eletrizante. Em entrevista coletiva após o evento, o novo campeão interino dos médios valorizou a performance do norte-americano no duelo.

- Kelvin é um cara que, se você quer vencê-lo, você tem que quebrá-lo. E eu tentei fazer isso, especialmente com os chutes nas pernas, que funcionaram para diminuir a sua movimentação (…). Ele acertou um bom chute, mas meus joelhos ficaram no lugar. Sei quando as pessoas acabam sendo nocauteadas. Já fiz isso com muita gente, e sei que ele tentou fazer comigo. Quando não conseguiu, isso o abalou. Meu Boxe não estava tão bom quanto poderia. Eu o derrubei quatro vezes, e queria ter terminado a luta. Fui com tudo para isso, passei a sua guarda, acertei cotoveladas muito fortes, e fiquei torcendo para o árbitro parar a luta. Infelizmente isso não aconteceu (…). Acho que poderemos lutar novamente algum dia. Ele é um cara muito duro. Eu aceitaria. Kelvin vai ter que voltar ao topo e eu vou defender meu cinturão contra ele - projetou.

Já no quinto round, o nigeriano teve a oportunidade de finalizar Gastelum com um triângulo de pé. Fã declarado de Anderson Silva, Adesanya disse que lembrou quando o brasileiro finalizou Chael Sonnen. Além disso, afirmou que é o melhor do mundo.

- Me lembrei de Anderson no UFC 117, quando ele venceu Chael Sonnen no quinto round, finalizando com um triângulo superando as adversidades. Fiz isso hoje, superei as adversidades e venci no quinto round. Tenho certeza de que sou o melhor do mundo. Eu disse isso muitas vezes antes, mas ninguém me ouvia. Decidi fazer as coisas acontecerem - afirmou.

Com o título interino, Adesanya tem a possibilidade de lutar com Robert Whittaker, dono do cinturão linear dos médios, para unificar os títulos. O nigeriano, que vive e realiza seus trinos na Nova Zelândia, disse que gostaria de fazer essa luta na Oceania – tendo em vista que o Whittaker é neozelandês, mas representa a Austrália.

- Quero pensar um pouco no que fazer daqui para frente. As coisas ainda estão muito frescas na minha cabeça. Será um dos maiores eventos esportivos da história da Austrália, com certeza - concluiu Adesanya.

CONFIRA OS RESULTADOS:

UFC 236
Sábado, 13 de abril de 2019
Atlanta, na Geórgia (EUA)

Card principal

Dustin Poirier derrotou Max Holloway por decisão unânime dos jurados
Israel Adesanya derrotou Kelvin Gastelum por decisão unânime dos jurados
Khalil Rountree derrotou Eryk Anders por decisão unânime dos jurados
Dwight Grant derrotou Alan Jouban por decisão dividida dos jurados
Nikita Krylov finalizou Ovince St-Preux com um estrangulamento no 2R

Card preliminar
Matt Frevola derrotou Jalin Turner por decisão unânime dos jurados
Alexandre Pantoja derrotou Wilson Reis por nocaute técnico no 1R
Max Griffin derrotou Zelim Imadaev por decisão majoritária dos jurados
Khalid Taha derrotou Boston Salmon por nocaute técnico no 1R
Belal Muhammad derrotou Curtis Millender por decisão unânime dos jurados
Montel Jackson derrotou Andre Soukhamthath por decisão unânime dos jurados
Poliana Botelho derrotou Lauren Mueller por decisão unânime dos jurados
Brandon Davis finalizou Randy Costa com um mata-leão no 2R