Real Madrid x Real Sociedad

Real Madrid alcançou marcas negativas e expressivas (Foto: AFP)

LANCE!
07/01/2019
13:22
Madri (ESP)

Acostumado a levantar títulos e referência de grandes craques, o Real Madrid vive uma das piores fases de sua história. Derrotas expressivas para clubes pequenos em casa, goleada de rival, instabilidade de técnicos, as saídas de Cristiano Ronaldo e Zidane, além das poucas contratações, são feridas abertas do período turbulento do clube.

O Real Madrid passou a colecionar tropeços e, ao invés de bater recordes positivos (como de costume), passou a colecionar marcas negativas. A derrota para a Real Sociedad, neste domingo, por 2 a 0, em casa, fez com que a torcida vaiasse o presidente Florentino Pérez, o que demonstra a insatisfação de torcedores que não estão acostumados a lidar com o infortúnio.

O PRIMEIRO TROPEÇO

Sevilla x Real Madrid
Goleada para o Sevilla foi o primeiro tropeço (Foto: AFP)

O primeiro grande tropeço do Real Madrid na temporada aconteceu na 6ª rodada do Campeonato Espanhol. Com dois gols de André Silva, o Sevilla venceu os Merengues, por 3 a 0, em casa. A partida ficou marcada pela forma apática com que os jogadores entraram em campo, expondo o problema de reação que perdura até hoje.

DERROTA QUE NÃO VINHA HÁ 18 ANOS

Deportivo Alavés x Real Madrid - Modric
Alavés fez história (Foto: Ander Gillenea / AFP)

Duas rodadas depois e um novo tropeço. Dessa vez, um histórico: o Alavés não vencia o Real Madrid há 18 anos e conseguiu um triunfo, por 1 a 0, jogando em casa. Além disso, os Merengues amargavam o quarto jogo sem marcar gols, a pior marca desde 1985.

SEGUNDA PIOR PONTUAÇÃO DA HISTÓRIA

Real Madrid x Levante - Mariano Diaz
Mariano Diáz não vingou (Foto: Gabriel Bouys / AFP)

Na 9ª rodada, o terceiro grande tropeço de Lopetegui. Com atuação decisiva do VAR, o Levante venceu os Merengues, em pleno Santiago Bernabéu, por 2 a 1. Com 14 pontos até então, essa foi a segunda pior pontuação da história do clube no Campeonato Espanhol, após nove rodadas.

BARCELONA FAZ CINCO E LOPETEGUI CAI

Barcelona x Real Madrid
Goleada do Barça não pegou bem (Foto: Gabriel Bouys / AFP)

Lopetegui não resistiu a mais uma derrota. Ainda mais para o maior rival. O Barcelona não teve piedade e venceu por 5 a 1, com gols de Suárez (3!), Philippe Coutinho e Vidal. A superioridade do Barça somado ao fraco jogo do elenco expôs, ainda mais, uma ferida aberta do Real Madrid na temporada. O treinador espanhol foi demitido debaixo de inúmeras críticas.

DERROTA HISTÓRICA

Eibar x Real Madrid
Eibar surpreendeu com vitória expressiva (Foto: AFP/Ander Gillenea)

Solari foi efetivado e, no primeiro momento, como interino. Após emplacar duas vitórias seguidas no Espanhol, conseguiu seu primeiro tropeço. O Eibar recebeu os Merengues e venceu por 3 a 0. Foi a primeira vitória da história do Eibar sobre o Real Madrid, além de ter sido a primeira vez que não sofreu gols e que marcou mais de um.

FORA DO G4?

Sergio Ramos - Real Madrid x Real Sociedad
Real Sociedad jogou melhor que os Merengues (Foto: Gabriel Bouys / AFP)

• A derrota para a Real Sociedad, por 3 a 0, neste domingo, ligou o alerta da torcida, em relação a Solari e demonstrou a contínua fragilidade dos Merengues no Campeonato Espanhol. Com 30 pontos, essa é a pior pontuação do clube desde 1999/00 na competição. Na próxima rodada, em caso de derrota para o Betis e vitória do Alavés sobre o Girona, o Real pode ficar pela primeira vez, desde 1998/99, fora do G4.

FREGUÊS DOS RUSSOS

Real Madrid x CSKA
CSKA venceu as duas na Champions (Foto: AFP)

Os momentos ruins não foram apenas no Espanhol. Na Liga dos Campeões, torneio em que o Real Madrid é o maior vencedor, não foi diferente. O clube espanhol caiu no mesmo grupo que Roma, Viktoria Plzen e CSKA. Para a surpresa de todos, os Merengues viraram fregueses do CSKA. Foram duas derrotas: a primeira, ainda no comando de Lopetegui, por 1 a 0, com gol de Vlasic, após erro bizarro de Kross na defesa.

PIOR DERROTA NA EUROPA

Solari - Real Madrid x CSKA Moscou
Solari sofreu pior derrota europeia (Foto: Javier Soriano / AFP)

Solari também foi vítima do CSKA e o golpe foi ainda mais poderoso. O clube russo venceu, por 3 a 0, no Santiago Bernabéu e o Real Madrid encerrou a fase de grupos com uma amarga derrota: a pior do clube, como mandante, em toda sua história em qualquer competição européia.

PIOROU SEM CR7 E ZIDANE

2018- Cristiano Ronaldo
A saída de CR7 foi capital (Foto: Reprodução/Real Madrid)

As saídas de Cristiano Ronaldo, referência e ídolo máximo do clube nos últimos anos e de Zidane, técnico que enfileirou três títulos de Champions, não foram, ainda, supridas. A falta de gols, destacada por Modric após a derrota para a Sociedad, além da falta de referência em campo, são visíveis. Mariano Diáz, pouco utilizado, chegou para a vaga do ataque deixada por CR7, enquanto Lopetegui substituiu Zidane e foi um desastre. Solari ainda é uma aposta.

CONSAGRADOS INSEGUROS

Modric - Real Madrid x Kashima Antlers
Modric tem feito partidas abaixo da média (Foto: AFP)

A falta de confiança também é perceptível. Jogadores consagrados como Modric, Kroos e Casemiro, espinha dorsal do meio campo durante anos, não tem feito boas atuações. Marcelo também tem sido alvo de críticas e, durante as partidas, não tem sido tão incisivo e arrisca poucas jogadas. A renovação do elenco, porém, tem acontecido, mas a falta de contratações, fato pouco usual no clube, também pesou.