Espanha x Rússia

Espanha foi eliminada para a Coréia do Sul em 2002 (Foto: KIM JAE-HWAN / AFP) 

Marcello Neves
30/06/2018
18:00
Rio de Janeiro (RJ) 

Enfrentar a dona da casa em uma Copa do Mundo nunca foi uma tarefa fácil. Ter pela frente um adversário motivado e uma torcida empolgada são fatores que sempre prejudicaram a quem se atreveu. A Espanha é o maior exemplo disso, pois carrega um duro retrospecto de ser eliminada pelos anfitriões nas fases eliminatórias dos Mundiais. Neste domingo, contra a Rússia, às 11h, em Moscou, mais um caso. 

São 15 participações em Copas do Mundo e a Roja nunca conseguiu sair vitoriosa de campo nestas situações. No total, foram três quedas nas vezes onde cruzou com alguma anfitriã na fase eliminatória: contra a Itália, nas quartas de final do Mundial de 1934, contra o Brasil, no quadrangular final de 1950, contra a Coreia do Sul, também nas quartas de final de 2002, e agora contra a Rússia, nas oitavas de final de 2018. 


A situação entra no debate futebolístico, mas não interfere dentro de campo. Pelo menos é o que pensa Fernando Hierro, que chegou a brincar com o tema na última coletiva antes da partida. O treinador citou que os números de anos atrás não influenciam nos dias atuais e afirmou que sua equipe "deixará a vida dentro de campo". 

- Alguma estatística positiva? Não? Então...  Por que temos de olhar para trás? Vamos falar em coisas de dez, 15 anos? Tenho de viver o amanhã, o resto não importa mais. Vamos jogar contra o time da casa, que tem torcida. Mas também temos espanhóis empurrando, tantos outros na televisão. Vamos fazer o possível, estamos muito concentrados. Os jogadores vão deixar a vida para que a Espanha continue - afirmou o treinador.

A estatística positiva para a Espanha era que a seleção nunca foi derrotada para a Rússia desde que o país entrou em colapso com a antiga União Soviética. Desde a separação, foram quatro vitórias e dois empates para a Roja. Nas últimas três partidas, foram 10 gols marcados contra apenas três sofridos - incluindo uma classificação na semifinal da Eurocopa de 2008.