LANCE!
06/07/2018
17:57
São Paulo (SP)

Escolhido para ser o capitão do Brasil nas quartas de final desta Copa do Mundo, Miranda pediu cabeça erguida e apontou futuro a essa geração depois da derrota por 2 a 1 para a Bélgica, nesta sexta-feira, que elimina a Seleção da competição na Rússia. O zagueiro ressaltou a juventude de seus companheiros.

- O que fica desse grupo é um grupo batalhador, com grandes jogadores jovens, que têm possibilidade de ganhar o próximo Mundial. Como já falei com eles dentro de campo, são jovens, têm grande talento e, seguramente, vão ganhar um Mundial. Eles fizeram todo o trabalho que deveriam fazer. Infelizmente, futebol é isso, um sai vitorioso. Infelizmente, hoje, não foi a Seleção Brasileira - lamentou.

Dono de atuação mais digna de elogios, ganhando a maioria das disputas com Lukaku, artilheiro da Bélgica no Mundial, Miranda atribuiu os seguidos erros da equipe à adversidade no placar. O Brasil começou levando gol contra de Fernandinho, aos 13 minutos, e levou o segundo de De Bruyne, ambos ainda no primeiro tempo.

- Não é natural (errar tantos passes). Quando você tem um resultado adverso, força um pouco mais os passes e, em consequência disso, comete um pouco mais de erros. Mas nossa Seleção tentou, lutou até o final. Deixamos essa Copa de cabeça erguida porque demos o nosso máximo - discursou, ressaltando as qualidades da Bélgica.

- Infelizmente, não era o que a gente queria. A gente deixa a Copa com muita tristeza, tentamos até o final. Perdemos para uma grande equipe, temos de dar os parabéns para uma equipe que soube aproveitar as duas chances que teve e fez o gol.