Marcio Porto e Thiago Salata
05/07/2018
07:27
Enviados especiais a Kazan (RUS)

A torcida brasileira tem dado um show à parte na Copa do Mundo e, nesta quinta-feira, foi dia de receber a Seleção Brasileira em Kazan, onde o Brasil disputa as quartas de final contra a Bélgica nesta sexta às 15h (de Brasília). Como de costume, os torcedores fizeram muita festa em frente ao hotel onde a delegação ficará hospedada, com as já conhecidas músicas, batuque e exaltação aos jogadores.

Os brasileiros começaram a chegar ao hotel antes das 10h local (4h de Brasília). Com camisetas e bandeiras das mais variadas, logo tomaram conta do espaço. Um grupo de Cuiabá, capital do Mato Grosso, foi ousado e preparou uma estrutura para um churrasco. Eles pagaram 5000 mil rublos (cerca de R$ 250) por churrasqueira, sal grosso, carne e outros equipamentos e levaram até a praça em frente ao hotel. Armaram tudo, mas na hora de colocar fogo uma funcionária da Fifa, ao lado de um policial russo, comunicou que não seria possível: "No fire! No fire!". A carna ficou para depois. Eles prometeram fazer na região onde estão hospedados.


Mas a festa continuou. A Seleção chegou por volta das 6h (de Brasília), sob muita festa dos torcedores. Até os policiais russos faziam registros da cena, acompanhada pelos jogadores, que acenaram para os cerca de 300 torcedores em frente ao hotel.

No meio da multidão em verde amarelo, um torcedor com a camisa da Bélgica, adversário nas quartas, chamou a atenção. Já duas russas ergueram cartazes pedindo para Neymar não ir embora do país e jogar pelo Rubin Kazan, maior clube da cidade. 

Depois da recepção, os jogadores seguiram para o quarto. Às 9h30, o técnico Tite e o capitão Miranda darão entrevista coletiva na Arena Kazan, local da partida. Depois, às 11h30, a Seleção treinará no campo do Rubin Kazan, próximo ao hotel. A medida foi para preservar o gramado do jogo.