Thaisa ataca na vitória sobre o Rio do Sul/Equibrasil (Foto: João Pires/Fotojump)

Thaisa ataca na vitória sobre o Rio do Sul/Equibrasil (Foto: João Pires/Fotojump)

RADAR/LANCEPRESS!
11/11/2015
00:17
Osasco (SP)

A bicampeã olímpica Thaisa está de volta. Na partida que marcou seu retorno às quadras depois da cirurgia nos dois joelhos há cinco meses, a central ajudou o Vôlei Nestlé a estrear com vitória na Superliga feminina de vôlei 15/16. Nesta terça-feira, a equipe de Osasco venceu o Rio do Sul (SC) por 3 sets a 1 (25/17,22/25, 25/15 e 25/21), em 2h02 de jogo, no José Liberatti, em Osasco (SP). A partida foi válida pela terceira rodada do turno.

A levantadora Dani Lins teve atuação destacada na partida e ficou com o Troféu VivaVôlei. A oposto belga Lise Van Hecke, do Vôlei Nestlé, foi a maior pontuadora do confronto, com 20 acertos. Em seu retorno, Thaisa terminou a partida, com 10 pontos.

Ao final do confronto, Thaisa comentou sobre o retorno e o período de recuperação da cirurgia nos dois joelhos.

- Estava apreensiva e ansiosa. Parecia até meu primeiro jogo, quando tinha 16 anos e estreei na Superliga. Normalmente as meninas pedem minha ajuda, mas hoje fui eu que pedi. Ainda não estou nem 50% do que sou, principalmente, no ritmo, velocidade e alcance de ataque, mas só de ajudar já foi legal. Tenho que ter paciência porque a volta ao meu melhor nível será natural. Há uns quatro meses tive que reaprender a andar e hoje entrei em quadra na superação e fui razoavelmente bem - disse Thaisa.

Pelo lado do Rio do Sul/Equibrasil, o treinador Spencer Lee lamentou a derrota, mas parabenizou a equipe pela luta durante todo o confronto.

- Tivemos coragem e ambição, mesmo diante de um adversário mais forte. Nós vamos adquirir nossa melhor forma ao longo dos jogos e este primeiro desafio nos deixou satisfeitos. Não pela derrota em si, mas pela postura dentro de quadra - afirmou Spencer Lee.

O Vôlei Nestlé lutará pela segunda vitória na competição na próxima sexta-feira. O time de Osasco enfrentará o Vôlei Bauru (SP), às 19h30, no Panela de Pressão, em Bauru (SP). Já o Rio do Sul buscará a reabilitação também na sexta-feira diante da sua torcida contra o Minas (MG), às 20h15, no Artenir Werner, em Rio do Sul (SC).