Equipe do Sesi-SP comemora ponto durante jogo da Superliga (Foto: Divulgação/Sesi-SP)

Equipe do Sesi-SP comemora ponto durante jogo da Superliga (Foto: Divulgação/Sesi-SP)

RADAR/LANCE!
18/02/2016
16:10
São Paulo (SP)

Sétimo colocado na tabela da Superliga feminina de vôlei 2015/2016, o Sesi-SP recebe nesta sexta-feira, o líder da competição, Rexona-AdeS (RJ). A partida, válida pela décima e penúltima rodada do returno, acontecerá às 19h, no ginásio da Vila Leopoldina, em São Paulo (SP).

O confronto colocará frente a frente dois companheiros na seleção brasileira. O técnico Bernardinho e seu auxiliar, Giuliano Ribas, o Juba, estarão em lados opostos nesta partida. O treinador campeão mundial e olímpico estará no comando do time carioca, enquanto Juba, que assumiu o Sesi-SP no segundo turno da Superliga, estará do lado oposto.

O técnico Bernardinho analisou a campanha 'inconstante' do rival, mas relembrou que a equipe adversária vem de vitória e, por isso, sua equipe deve estar atenta. 

- O Sesi-SP é um time muito qualificado, em uma temporada muito inconstante. Mas, tiveram uma vitória, em casa, sobre o time do Dentil/Praia Clube, de Uberlândia (MG), fizeram algumas boas partidas, mas sem consistência. É um time em busca da formação ideal, e, quando conseguir render seu potencial, disputará em igualdade de condições com qualquer equipe - comentou Bernardinho.

O técnico do Sesi-SP, Juba, falou sobre o atual momento da equipe e comentou sobre o desempenho da equipe rival e líder da competição. 

- Ainda estamos trabalhando para estruturar a equipe em uma nova formação, buscando melhoras no sistema ofensivo e equilíbrio na recepção que vem sendo um fundamento que demonstra maior irregularidade. Sabemos que enfrentaremos a equipe de maior regularidade do campeonato, através de um ataque muito eficiente, baixo número de erros e regularidade de saque - afirmou e prosseguiu projetando a sequência da competição, caso sua equipe saia com o triunfo.

Acreditamos que, se conseguirmos atuar de uma forma mais agressiva e desenvolvendo um bom volume de jogo, poderemos criar oportunidades que poderão nos beneficiar e nos trazer mais confiança para chegar a uma atuação melhor na Superliga - concluiu Juba.

Outros dois jogos

A décima rodada do returno da Superliga feminina contará com outros dois jogos nesta sexta-feira. O Pinheiros/Klar (SP) receberá o Rio do Sul/Equibrasil (SC) às 19h30, no Henrique Villaboim, em São Paulo (SP), e o Camponesa/Minas (MG) enfrentará o Concilig/Vôlei Bauru (SP), às 19h30, na Arena Minas, em Belo Horizonte (MG). No sábado, (20.02), o Vôlei Nestlé (SP) jogará contra o Renata Valinhos/Country (SP), às 14h45, no José Liberatti, em Osasco (SP), com transmissão da RedeTV. E o Terrapac/Brasília Vôlei (DF) receberá o São Cristóvão Saúde/São Caetano (SP), às 18h, no Sesi Taguatinga, em Brasília (DF).

Por fim, a rodada será encerrada apenas no dia 26 de fevereiro, entre Dentil/Praia Clube (MG) e São Bernardo Vôlei (SP), que se enfrentarão às 21h30, no Praia Clube, em Uberlândia (MG), com transmissão ao vivo do SporTV.

SUPERLIGA FEMININA 15/16

DÉCIMA RODADA DO RETURNO

19/02 (SEXTA-FEIRA)
Sesi-SP x Rexona-AdeS (RJ), às 19h, em São Paulo.
Pinheiros/Klar (SP) x Rio do Sul/Equibrasil (SC), às 19h30, em São Paulo.
Camponesa/Minas (MG) x Concilig/Vôlei Bauru (SP), às 19h30, em Belo Horizonte.
20/02 (SÁBADO)
 Vôlei Nestlé (SP) x Renata Valinhos/Country (SP), às 14h45, em Osasco (SP)
Terrapac/Brasília Vôlei (DF) x São Cristóvão Saúde/São Caetano (SP), às 18h, em Brasília (DF)
26.02 (SEXTA-FEIRA) 
Dentil/Praia Clube (MG) x São Bernardo Vôlei (SP), às 21h30, em Uberlândia (MG).