Treino do Sada Cruzeiro em Brasília

Campeão nos últimos dois anos, Sada Cruzeiro busca o quarto título de Superliga (Foto: Célio Messias/Inovafoto/CBV)

RADAR/LANCE
08/04/2016
18:16
Brasília (DF)

Sada Cruzeiro (MG) e Vôlei Brasil Kirin (SP) já estão em Brasília e fizeram, na manhã desta sexta-feira, os primeiros treinos no ginásio Nilson Nelson, palco da grande decisão da Superliga masculina de vôlei 2015/2016, no próximo domingo (10.04). As equipes finalistas estão com os grupos completos e todos participaram dos trabalhos comandados pelos técnicos Marcelo Mendez e Alexandre Stanzioni.

O time mineiro chegou a final depois de passar pelo Sesi-SP, por 2 jogos a 0, na série semifinal e busca, neste domingo, seu quarto título de Superliga. Já a equipe paulista bateu o Funvic/Taubaté (SP) por 2 a 1 e tenta a vitória para subir ao degrau mais alto do pódio pela primeira vez.

Para a final, dois líberos de destaque estarão frente a frente. O experiente Serginho, do Sada Cruzeiro, de 37 anos, chega a sua 13ª final de Superliga e tem seis títulos no currículo. Tiago Brendle, do Brasil Kirin, de 30 anos, chega para sua terceira decisão e ainda busca o primeiro título.

O confronto promete equilíbrio, já que, mesmo com tanta experiência, Serginho garante que o nervosismo é praticamente o mesmo.

- Fico tão tenso quanto as primeiras, mas agora, claro, tenho uma experiência maior em disputar finais e isso ajuda principalmente nos momentos cruciais da partida, quando tenho mais autocontrole. Isso não quer dizer que é fácil, mas o hábito me faz mais confiante na fase decisiva - explicou Serginho.

O líbero do Sada Cruzeiro destaca a qualidade do seu time, mas faz questão de também elogiar o adversário da final de domingo.

- Nosso time vem ganhando tudo durante o ano, está junto há cinco anos e tem uma responsabilidade grande em todos os campeonatos que disputa e temos um certo favoritismo na cabeça das pessoas. Mas, sabemos que dentro de quadra, há 50% de chance para cada lado. O Brasil Kirin tem um excelente time, demonstrou isso ao longo da Superliga e vamos ver. Tudo pode acontecer no domingo - disse Serginho.

Tiago Brendle chega embalado pela boa campanha do time campineiro e quer apresentar, dentro de quadra, todo o entusiasmo do grupo.

- Essa é uma final muito importante para cada atleta do nosso time e, principalmente, para o projeto Vôlei Brasil Kirin, que há seis anos busca essa oportunidade de estar nesta situação. Nós todos estamos muito motivados e felizes com esse momento. Nosso time vem crescendo da forma correta e chegou a essa decisão através de muitos méritos. Estamos em uma boa fase, confiante e motivado por estarmos disputando essa final inédita - afirmou Brendle.

O líbero do Brasil Kirin ainda comentou sobre como seu time deve atuar para buscar uma forma de surpreender o adversário e atual campeão da Superliga.

- Eles têm um time bastante agressivo em todos os fundamentos. Nós temos uma característica defensiva. Nosso time sabe trabalhar com volume de jogo, consegue sustentar a pressão do adversário e vamos ter que fazer isso, transformando isso em pressão para eles. Esse é um caminho que pode nos levar a surpreender e vencer essa final no domingo.

A final da Superliga masculina acontece no mesmo local onde, no domingo passado (03.04), a equipe do Rexona-AdeS (RJ) conquistou o 11º título da edição feminina do campeonato. O ginásio Nilson Nelson, em Brasília, tem capacidade para 11 mil pessoas e todos os ingressos para a final de domingo já foram vendidos.