LANCE!
17/07/2016
17:10
Cracóvia (POL)

A Seleção Brasileira masculina de vôlei vinha deixando uma boa imagem na Liga Mundial. O time terminou a primeira fase na liderança, e avançou para a decisão do torneio com três vitórias convincentes na fase final, sobre Itália, Estados Unidos e França. Mas toda a campanha brilhante acabou sendo ofuscada por um desempenho irreconhecível na disputa pelo título.

Sem mostrar garra e cometendo muitos erros, o time do técnico Bernardinho foi superado pela Sérvia por 3 sets a 0, com parciais de 25-22, 25-22 e 25-21, na Tauron Arena, em Cracóvia, na Polônia. Enquanto o Brasil perdeu a chance de faturar seu décimo título, a Sérvia subiu no lugar mais alto do pódio pela primeira vez no torneio.

O primeiro fator de impacto veio logo na escalação. Escadinha, dono da posição de líbero titular, deu lugar a Tiago Brendle. E a precisão do jogador no passe e na defesa acabou fazendo falta ao longo de toda a partida.

Os dois primeiros sets foram bem parecidos. Em nenhum momento o Brasil mostrou sua força. Muito pelo contrário. A Sérvia dominou o jogo todo o tempo, com excelência principalmente no saque e na defesa e com poucos erros, exatamente o oposto do time brasileiro.. No ataque, Kovacevic dava bastante trabalho. 

As sucessivas falhas e o visível domínio sérvio fez o Brasil sucumbir também na parte emocional. O semblante de Bruninho, Lucão (um dos mais apagados), Maurício Souza, Maurício Borges, entre outros, era de falta de esperança. Isso só mudou um pouco com a entrada de Lipe no lugar de Borges no fim do segundo set. Lipe tentou acender o espírito de seus companheiros, mas sem muito sucesso.

Na terceira e última parcial, Lucão saiu para a entrada de Éder. Mas a troca não surtiu efeito, nem técnico tampouco emocional. No mesmo ritmo dos sets anteriores, com muitos erros brasileiros, a Sérvia faturou o título.

Nem tudo pode ser jogado fora na campanha brasileira. Ao longo da Liga Mundial, Bernardinho encontrou nos xarás Maurício Borges e Souza nomes confiáveis para o time que disputará os Jogos Olímpicos Rio-2016, no mês que vem. Além disso, a Seleção mostrou ao mundo que não pode ser descartada para concorrer à medalha de ouro, até porque a Sérvia, curiosamente, não se classificou para a Olimpíada. 

No entanto, o desempenho na final serviu para deixar um sinal de alerta para a Olimpíada do Rio. A forma com que o Brasil sucumbiu diante da Sérvia, logo na final do campeonato, foi preocupante.