Lucão em lance de jogo  (Fotos: Prensa FeVA)

Lucão em lance de jogo (Fotos: Prensa FeVA)

RADAR/LANCE!
03/06/2016
16:31
Jujuy (ARG)

Depois de quatro jogos amistosos contra a Eslovênia, todos em casa, a Seleção Brasileira Masculina de vôlei conseguiu mais um resultado positivo nesta quinta feira-feira, diante da Argentina, para a preparação para a Liga Mundial e Jogos Olímpicos. Desta vez, a equipe dirigida pelo técnico Bernardinho bateu a seleção da casa, em Jujuy, por 3 sets a 0 e com parciais de 25/22, 25/20 e 25/21.

Agora, as duas seleções viajam para Salta, onde voltam a se enfrentar no próximo sábado, às 13h (de Brasília). A série de amistosos preparatórios está sendo bem aproveitada pelo time do Brasil, que venceu três e empatou um contra os eslovenos. Para o central Maurício Souza, titular na partida contra os 'hermanos', o primeiro confronto contra a Argentina foi válido para deixar a seleção ainda mais bem preparada.

- Esses amistosos fazem parte do crescimento que precisamos. Estamos em uma preparação para dois campeonatos fortíssimos, que são a Liga Mundial e os Jogos Olímpicos, e hoje tivemos um jogo ainda mais forte do que os anteriores. Enfrentamos um time mais preparado e o nosso grupo reagiu bem - elogiou Maurício.

O jogador ainda destacou a dedicação de todo o grupo brasileiro.

- Temos que continuar trabalhando em treinos e jogos para continuar crescendo. Claro que um ritmo de jogo é diferente dos treinamentos, mas estamos trabalhando tão forte, em um ritmo intenso e com uma entrega tão grande, que nossos treinos também são quase como uma partida - completou o atleta.

Após o segundo amistoso contra a Argentina, o compromisso do Brasil será a Liga Mundial, que tem início no dia 16 de junho, na Arena Carioca 1, que fica dentro do Parque Olímpico, no Rio de Janeiro (RJ). A estreia da Seleção Brasileira será contra o Irã. A própria Argentina e os Estados Unidos também serão adversários do Brasil nos dias 17 e 18, na primeira etapa da competição.

O JOGO

As duas equipes abriram a partida com erros de saque. Na sequência, a Argentina conseguiu pontuar e abriu 3/1. O Brasil reagiu e deixou tudo igual em 4/4. O set seguiu com equilíbrio e, com Lucarelli, a equipe brasileira fez 8/7. No ponto de saque de Wallace, 13/10. Ainda com o oposto bem no saque, o Brasil chegou a 16/10. A diferença no placar seguiu boa em 17/12, mas os argentinos reagiram com um ace e reduziram a desvantagem em 19/16. Bem no saque, a equipe da casa ainda deixou a diferença em dois (20/18) e, depois reduziu ainda mais: 22/21. No final do primeiro set, a equipe de Bernardinho voltou a pontuar e, com Lucão, fechou em 25/22.

O segundo set começou equilibrado. O Brasil teve um de vantagem em 4/3, mas depois de bom saque de Lima, a Argentina deixou tudo igual em 5/5. A Seleção Brasileira fez 8/6 no primeiro tempo técnico e aumentou um pouco mais a vantagem em 11/8. No entanto, os argentinos buscaram e em boa passagem de Bruno pelo saque, encostaram em 11/10. Então, foi a vez de Wallace sacar bem e a equipe brasileira voltou a abrir (14/11). Embalados pela torcida, os donos da casa chegaram ao ponto de empate em 15/15. Em um potente contra-ataque de Wallace, o Brasil chegou a 19/16. Com Lucarelli, o time verde e amarelo ainda fez 21/16 e Velasco pediu tempo. No final, a Seleção Brasileira venceu por 25/20.

A Argentina começou pontuando mais e fez 3/2 logo no começo do terceiro set. Com Murilo, o Brasil empatou e, no ponto de saque de Wallace, fez 4/3. No bloqueio de Lucão, 5/3. Os donos da casa buscaram o placar e chegaram ao empate em 7/7. A Seleção Brasileira voltou a pontuar bem e, em boa passagem de Bruno pelo saque, e com bloqueio de Wallace, fez 10/7. Ainda com Bruninho no saque, a equipe chegou a 12/7. Com o oposto Wallace bem no ataque, o marcador passou a 15/10. Velasco mexeu no time e a diferença no placar diminuiu em 18/16. Bernardinho pediu tempo e após a parada o time do Brasil voltou melhor. No bloqueio de Maurício Souza, marcou 21/18. Mas, com apoio da torcida, a Argentina voltou a encostar (21/20). Por fim, a Seleção Brasileira, conseguiu a reação e fechou o set em 25/21.

EQUIPES

BRASIL: Bruninho, Wallace, Lucão, Maurício Souza, Lucarelli e Murilo. Líbero - Serginho; Entraram: William, Evandro; Técnico: Bernardinho

ARGENTINA: 
De Cecco, Ramos, Bruno, Imhoff, Lima e Quiroga. Líbero - González A; Entraram: Palacios, Uriarte, Poglajen; Técnico: Julio Velasco