Zé Roberto (Foto: Alexandre Loureiro/Inovafoto/CBV)

Zé Roberto definiu as 12 jogadoras que representarão o Brasil nos Jogos (Foto: Alexandre Loureiro/Inovafoto/CBV)

Jonas Moura
18/07/2016
14:16
Rio de Janeiro (RJ)

O técnico da Seleção Brasileira feminina de vôlei, José Roberto Guimarães, definiu os três últimos cortes para formar a equipe que disputará a Olimpíada do Rio de Janeiro, em agosto. A líbero Camila Brait, a oposto Tandara e a levantadora Roberta ficaram fora.

O treinador optou por levar Léia, que travou disputa com Camila no Grand Prix e agradou. Brait já havia sido cortada do Jogos de Londres-2012 na última hora. Na época, Fabi era a dona absoluta da posição.

Na saída de rede, a equipe terá apenas um nome de origem, a bicampeã olímpica Sheilla. No lugar de Tandara, que enfrentou problemas musculares na reta final da última competição disputada, Zé Roberto poderá utilizar as ponteiras Natália e Gabi, ou a central Adenízia, improvisadas.

Na vaga de Roberta, o comandante manteve a confiança em Fabíola, que só retornou aos treinos em junho após o nascimento de sua segunda filha, Annah Vitória. A levantadora disputará sua primeira Olimpíada, após ter sido cortada às vésperas dos Jogos de Londres, em 2012. 

Assim como em Pequim-2008, o Brasil terá quatro centrais à disposição na Rio-2016: Fabiana, Thaisa, Juciely e Adenízia. Na China, o quarteto foi formado por Fabiana, Thaisa, Walewska e Valeskinha.

A Seleção tentará o tricampeonato olímpico no Rio, após faturar o ouro em Pequim e Londres. O time caiu no Grupo A, ao lado de Camarões, Argentina, Japão, Coréia do Sul e Rússia. No Grupo B, estão Estados Unidos, China, Sérvia, Itália, Holanda e Porto Rico. 

As 12 convocadas:

Levantadoras: Dani Lins e Fabíola
Ponteiras: Fernanda Garay, Natália, Jaqueline e Gabi
Centrais: Thaisa, Fabiana, Juciely e Adenízia
Oposto: Sheilla
Líbero: Léia