Pedro e Evandro

Dupla carioca perdeu a final para Losiak e Kantor e ficou com a prata em Copacabana (Foto: Matheus Vidal/CBV)

RADAR/LANCE!
13/03/2016
13:14
Rio de Janeiro (RJ)

Representantes do Brasil nos Jogos Olímpicos do Rio, Pedro Solberg e Evandro ficaram com a medalha de prata no Rio Grand Slam, etapa do Circuito Mundial. Após uma campanha de luta, na qual disputaram seis tie-breaks, os brasileiros foram superados, neste domingo, na decisão, pelos poloneses Losiak e Kantor por 2 sets a 0 (21/19 e 23/21), em 45 minutos, na Arena montada em frente à Avenida Princesa Isabel, em Copacabana, no Rio de Janeiro (RJ).

A medalha de bronze foi para os holandeses Brouwer e Meeuwsen que venceram, de virada, os poloneses Fijalek e Prudel por 2 sets a 1 (19/21, 21/19 e 20/18), em 1h02 de jogo. 

Ao final da partida, o carioca Pedro Solberg lamentou a derrota, mas fez questão de ressaltar o espírito de luta da dupla ao longo da semana em Copacabana. 

- Foi muito bom contar com toda essa torcida, família e amigos na arquibancada. Provamos nessa etapa que o jogo só acaba quando termina e conseguimos dar a volta por cima durante a competição. Estou triste com a derrota na final, mas, se analisarmos como estávamos há alguns dias, foi um bom resultado - disse Pedro Solberg, lembrando que a dupla começou a competição com duas derrotas e precisou passar pela repescagem para seguir no Rio Grand Slam. 

Parceiro de Pedro, Evandro elogiou o apoio do torcedor brasileiro e falou da proximidade dos Jogos Olímpicos do Rio. 

- Tivemos o apoio dos torcedores durante toda a semana. A torcida está de parabéns, pois lotou a Arena neste domingo pela manhã. Só quero agradecer o apoio. Esse também foi mais um teste para os Jogos Olímpicos e deu para sentir um pouco o clima que teremos em agosto - afirmou Evandro. 

Vitória norte-americana 

No feminino, o título do Rio Grand Slam foi para as norte-americanas Walsh e Ross. A dupla dos Estados Unidos venceu na decisão as polonesas Kolosinka e Brzostek por 2 sets a 0 (21/19 e 21/13). Já a medalha de bronze ficou com as alemãs Borger e Buthe que venceram, de virada, as suíças Forrer e Vergé-Dépré por 2 sets a 1 (21/18, 18/21 e 15/10), em 48 minutos.