Suelle é uma das novidades do Vôlei Nestlé que enfrenta o Rio do Sul, nesta terça-feira (Foto: Divulgação/Vôlei Nestlé )

Suelle é uma das novidades do Vôlei Nestlé que enfrenta o Rio do Sul, nesta terça-feira (Foto: Divulgação/Vôlei Nestlé)

RADAR/LANCE!
09/11/2015
19:16
São Paulo (SP)

O Vôlei Nestlé (SP) estreará na competição nesta terça-feira, às 19h30. A equipe de Osasco, atual vice-campeã da Superliga Feminina de vôlei, recebe o Rio do Sul/Equibrasil (SC), no ginásio José Liberatti, em Osasco (SP). A partida será válida pela terceira rodada do turno.

O Vôlei Nestlé manteve boa parte do elenco da última temporada. Seguem na equipe a levantadora Dani Lins, as centrais Thaísa e Adenízia, as ponteiras Carcaces e Gabi, a oposto Ivna e a líbero Camila Brait. O time também adquiriu alguns reforços para a disputa da Superliga, entre as novidades, a oposto belga Lisa Van Hecke, a ponteira Suelle e a central Saraelen.

Para Suelle, que participou da campanha da seleção do Brasil no Grand Prix de vôlei, ficando com a medalha de bronze, a expectativa é de fazer uma boa campanha na Superliga.

- A seleção me agregou muita coisa, mas principalmente ajudou a perceber minhas qualidades e também o quanto eu tenho para evoluir. Acho que voltei com um pouco mais de bagagem e espero estar no meu 100% para colocar em prática tudo o que aprendi. Quero fazer uma boa Superliga e ajudar a minha equipe a vencer", disse Suelle.


Pelo lado do Rio do Sul, o treinador Spencer Lee comandará o time pelo segundo ano consecutivo. A equipe catarinense manteve no elenco nomes como a central argentina Mimi Sosa, eleita a melhor sacadora da última edição da Superliga, e a atacante Camila Paracatu. Para compor o elenco, chegaram alguns reforços, entre eles, a também argentina, Tatiana Rizzo, que atua como líbero, a ponteira Jú Nogueira e a central Fran.

A ponteira e capitã da equipe catarinense, Juliana Paz, revela que a motivação do time catarinense para o início da Superliga é muito grande e o objetivo é o crescimento a cada jogo.

"Será uma Superliga muito desafiadora, e é isso que o Rio do Sul gosta. Nitidamente somos um time guerreiro, consciente de seus objetivos e que demostra a cada dia de treino uma dedicação maior. Entraremos nesta Superliga muito determinadas, com coragem, humildade e respeito ao adversário e buscando o crescimento a cada jogo", disse Juliana Paz.