Dupla campeã comemora o título do Challenger

Dupla campeã comemora o título do Challenger na modalidade masculina (Foto: Rafael Passos/CBV)

RADAR/LANCE
22/05/2016
14:45
João Pessoa (PB)

Uma semana inesquecível para o paraibano George. Poucos dias após levantar o título do Campeonato Mundial Sub-21, na Suíça, o jogador subiu novamente ao lugar mais alto do pódio, agora em casa. Ao lado do parceiro Thiago, ele conquistou neste domingo (22.05) o título da primeira etapa do Circuito Banco do Brasil Challenger na capital João Pessoa (PB). No feminino, título para Neide e Rebecca (AL/CE), na retomada da dupla.

George e Thiago (PB/SC) superaram na decisão do torneio Bruno e Hevaldo (AM/CE), vencendo por 2 sets a 1 (15/21, 21/17, 15/10), em 50 minutos de partida, logo no segundo torneio juntos - eles haviam disputado a etapa de Maceió do Circuito Mundial. A medalha de bronze foi para Luciano/Fernandão (ES), que venceu Bernardo Lima e Gilmário (CE/PB) por 2 sets a 0 (21/18, 21/18), em 34 minutos de jogo.

- A alegria que estou sentindo é muito grande. Jogar em casa já é uma honra, a torcida apoia demais, os paraibanos são apaixonados por vôlei de praia. Poder conquistar o título é ainda mais prazeroso. Acredito que o título do Mundial Sub-21 me deu ainda mais confiança. Agora vamos pensar em novos objetivos - disse George, que também é campeão mundial Sub-19.

As duplas adversárias na final tiveram números idênticos em aces e erros cedidos, mas Thiago e George se destacaram no bloqueio, anotando seis, contra três de Bruno/Hevaldo. Ao final do jogo, Thiago rasgou elogios ao novo parceiro.

- Temos só dois torneios jogando juntos, mas estamos nos comunicando muito bem. George me ajudou muito, estava muito quente e ele foi um grande parceiro. É um rapaz tranquilo, um excelente jogador. Acredito muito nesta parceria e sei que vamos conquistar nossos objetivos - destacou o atleta nascido em Itaboraí.

Final feminina

No naipe feminino, uma nova formação que estreou na Paraíba deu muito trabalho, mas não suportou o entrosamento de Neide e Rebecca (AL/CE). Elas superaram Ângela e Izabel (DF/PA) por 2 sets a 0 (21/17, 25/23), em 40 minutos. Na disputa de bronze, melhor para a paraibana Andressa, que ao lado da sergipana Tainá venceu Rachel e Carolina Won-Held (RJ) por 2 sets a 0 (21/17, 21/15), em 35 minutos.

Apesar de não terem anotado nenhum ace ou bloqueio, Neide e Rebecca erraram muito menos que as adversárias na decisão. Foram 21 pontos cedidos por Izabel/Ângela, contra apenas 10 da alagoana e sua parceira cearense. Após a final, Rebecca comentou a expectativa em voltar a jogar ao lado de Neide - ela disputou os últimos dois torneios com a capixaba Lili.

- Eu ainda não tinha subido ao pódio aqui em João Pessoa, estou feliz demais por esse título. É uma cidade incrível, as pessoas amam voleibol, lotam a arena desde o primeiro dia. Vários atletas são nascidos ou se mudaram para cá. É muito divertido jogar aqui. Neide e eu temos um entrosamento muito bom, nos conhecemos bem e tentamos manter a tranquilidade, mesmo quando elas tiveram a chance de levar o jogo para o tie-break. A Neide me ‘emprestou’ para a Lili (risos), foi importante ganhar experiência naqueles torneios. Neide e eu temos uma química excelente - destacou a cearense.

O Challenger é composto por quatro etapas. Além de João Pessoa (PB), o torneio passará por Recife (PE), Aracaju (SE) e Cabo Frio (RJ). Os vencedores de cada parada somam 400 pontos no ranking. Ao final dos quatro paradas, as duplas masculina e feminina que somam mais pontos são eleitas as campeãs gerais da temporada.