Três duplas brasileiras avançam às semifinais em Ancón

Três duplas brasileiras avançam às semifinais em Ancón. Uma delas no masculino: Oscar (na foto dispuitando a bola)  e André  (Foto: Divulgação/Paruana)

RADAR/LANCE!
20/02/2016
22:07
Ancón (PER)

Em  Ancón, no Peru, sede da terceira etapa do Circuito Sul-Americano de vôlei de praia 2016, das quatro parcerias brasileiras que começaram na disputa, três alcançaram as semifinais e seguem na briga pelo título. Oscar/André (RJ/ES), no masculino, e Val/Josi (RJ/SC) e Hegê/Verena (CE) no torneio feminino.

Neste sábado, na conclusão da fase classificatória Oscar/André (RJ/ES) foram superados pelos primos chilenos Esteban e Marco Grimalt em 2 sets a 0 (21/19 e 21/14), mas com os resultados do dia anterior a dupla chegou às quartas. No jogo eliminatório Oscar e André tiveram melhor desempenho e despacharam os colombianos Cabrera e Paternina em dois sets (21/16 e 21/16). Na semifinal, neste domingo (21.02), eles enfrentarão Capogrosso/Mehamed, da Argentina.

A outra dupla brasileira no torneio masculino, os paranaenses Arthur Lanci e Eduardo Davi, também venceu na última partida classificatória. Vitória no tie break sobre Hernandez e Colina da Venezuela (21/18, 25/27 e 15/12). No entanto, com as duas derrotas nas primeiras rodadas, a dupla foi eliminada.

No torneio feminino, as brasileiras tiveram bom desempenho e não perderam nenhum set nesse sábado. Val e Josi (RJ/SC) venceram as irmãs Serna, dupla da casa, por 2 sets a 0 (21/4 e 21/12), e nas quartas passaram por outra dupla de irmãs, as Galindo, da Colômbia, por 2 sets a 0 (21/16 e 21/15). Na briga por um lugar na decisão, Val/Josi (RJ/SC) enfrenta a parceria venezuelana Pazo/Agudo.

Hegê e Verena também conseguiram passar sem grandes percalços. Na primeira partida que fizeram neste sábado, ainda no torneio classificatório, as cearenses derrotaram Calle/Vela (PER) por 2 sets a 0 (21/9 e 21/9). Depois, pelas quartas de final, a vitória foi sobre as chilenas Rivas e Mardones por 2 sets a 0 (21/13 e 21/17). As próximas adversárias serão Pati e Filippo, do Paraguai.

No Circuito Sul-Americano o ranking é feito apenas para os países, contando apenas a pontuação da dupla de melhor resultado em cada etapa. Os campeões de cada torneio somam 200 pontos para o país, o vice, 180, o terceiro colocado, 160, e reduzindo 20 pontos em cada posição seguinte.
Na etapa anterior, em Coquimbo (CHI) o Brasil fez 200 pontos no feminino com Ângela/Rachel (RJ/DF), assumindo a liderança do ranking. No masculino a melhor dupla brasileira foi Arthur Lanci/Eduardo Davi (PR), em quarto, que marcou 140 pontos.