icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
25/08/2015
17:01

Depois de uma boa vitória na estreia do Campeonato Mundial sub-23 masculino de vôlei, o Brasil não conseguiu o mesmo resultado nesta terça-feira, na segunda rodada da competição. A equipe brasileira foi superada pela Rússia por 3 sets a 1 (24/26, 25/17, 16/25 e 21/25), em 1h51 de jogo, em Dubai, nos Emirados Árabes. O Brasil está no Grupo B ao lado de México, Rússia, Turquia, Argentina e Tunísia, que será o adversário da seleção nesta quarta, às 12h (horário de Brasília).

Nesta terça, o oposto Alan foi o maior pontuador da seleção brasileira, com 19 pontos. O mesmo jogador havia pontuado bem na estreia, na vitória sobre os mexicanos por 3 a 0, ao marcar 16 vezes. Os ponteiros também pontuaram bem contra a Rússia. Douglas marcou 16 pontos e Kadu, 14. Kimerov e Kliuka, da Rússia, fizeram 20 acertos cada um.

De acordo com o regulamento do Campeonato Mundial Sub-23, as equipes se enfrentam dentro dos seus grupos e as duas primeiras colocadas em cada chave passarão às semifinais.

Segundo o técnico do Brasil, Rubinho, a equipe não conseguiu repetir a boa atuação da estreia.

- Foi um jogo muito forte. O time deles é pesado, com um oposto de 2m15, que foi por cima do nosso bloqueio o tempo todo, mesmo não atacando com tanta força. Falhamos um pouco no passe, principalmente no saque flutuado, mas os ponteiros (Douglas e Kadu) foram bem. Outro ponto fraco foi que enfrentamos demais o bloqueio - analisou Rubinho.

Depois de uma boa vitória na estreia do Campeonato Mundial sub-23 masculino de vôlei, o Brasil não conseguiu o mesmo resultado nesta terça-feira, na segunda rodada da competição. A equipe brasileira foi superada pela Rússia por 3 sets a 1 (24/26, 25/17, 16/25 e 21/25), em 1h51 de jogo, em Dubai, nos Emirados Árabes. O Brasil está no Grupo B ao lado de México, Rússia, Turquia, Argentina e Tunísia, que será o adversário da seleção nesta quarta, às 12h (horário de Brasília).

Nesta terça, o oposto Alan foi o maior pontuador da seleção brasileira, com 19 pontos. O mesmo jogador havia pontuado bem na estreia, na vitória sobre os mexicanos por 3 a 0, ao marcar 16 vezes. Os ponteiros também pontuaram bem contra a Rússia. Douglas marcou 16 pontos e Kadu, 14. Kimerov e Kliuka, da Rússia, fizeram 20 acertos cada um.

De acordo com o regulamento do Campeonato Mundial Sub-23, as equipes se enfrentam dentro dos seus grupos e as duas primeiras colocadas em cada chave passarão às semifinais.

Segundo o técnico do Brasil, Rubinho, a equipe não conseguiu repetir a boa atuação da estreia.

- Foi um jogo muito forte. O time deles é pesado, com um oposto de 2m15, que foi por cima do nosso bloqueio o tempo todo, mesmo não atacando com tanta força. Falhamos um pouco no passe, principalmente no saque flutuado, mas os ponteiros (Douglas e Kadu) foram bem. Outro ponto fraco foi que enfrentamos demais o bloqueio - analisou Rubinho.