Seleção Brasileira de Vôlei

Revés contra os Estados Unidos deixou a Seleção Brasileira sem medalha na Liga das Nações (Foto: Divulgação/FIVB)

LANCE!
08/07/2018
15:03
Lille (FRA)

Em sua primeira edição, a Liga das Nações não terá o Brasil no pódio. Após perder para a Rússia no último sábado, o time verde e amarelo não resistiu ao embalo de Anderson e Russell, que comandaram a vitória dos Estados Unidos por 3 sets a 0, com parciais de 25-21, 28-26 e 28-26, em Lille (FRA), na disputa pela medalha de bronze. França e Rússia decidirão neste domingo a taça. 

O revés não foi o que pretendia a equipe de Renan Dal Zotto, mas o principal desafio do ano ainda está por vir. Em setembro, o time disputa o Mundial, na Itália e na Bulgária, em busca do tetracampeonato.

– A medalha era muito importante para todos nós e fica uma frustração. Eles foram melhores, mas nós queríamos muito essa medalha, que seria muito valiosa e honrosa pela competição e todas as dificuldades que tivemos, pouco tempo de trabalho. Hoje o voleibol está muito equilibrado. E nós precisamos trabalhar, treinar, e com a quantidade de viagens, ficou muito difícil. O resultado machuca. Sempre chegamos em finais, batendo na trave, ganhando, como nas Olimpíadas e na Copa dos Campeões, mas sempre chegando. E ficar fora do pódio dói, mas estou orgulhoso do que esse grupo fez e demonstrou – afirmou o levantador Bruninho.

O JOGO
A partida entre começou bastante equilibrada. O Brasil abriu o placar, mas logo a equipe americana empatou. O jogo seguiu lá e cá até o tempo técnico, quando os americanos chegaram na frente, com 8 a 7. Na volta, a Seleção Brasileira veio com tudo, conseguiu o empate (9/9) e logo virou o placar. A partida seguiu equilibrada, mas os Estados Unidos voltaram a ficar na frente e no fim levaram o set 25/21.

Embalado pela vitória do primeiro set, a equipe americana chegou no segundo marcando o primeiro ponto. A Seleção Brasileira, no entanto, não havia desistido do jogo. Os Estados Unidos ficaram na frente algumas vezes, mas a equipe de Renan Dal Zotto buscou o jogo. O time brasileiro virou a partida em 17/16, e contou com erros dos americanos para isso.

Após a virada, a equipe amarelinha ainda abriu uma vantagem de três pontos, mas os americanos começaram a diminuir e conseguiram virar o placar, em 23/21. Os americanos se mantiveram na frente, mas o Brasil conseguiu empatar em 24. Em um erro de saque, a Seleção Brasileira deu um ponto para os rivais, mas na jogada seguinte recuperou o empate. A luta, no entanto, não foi suficiente, e os americanos ficaram com mais um set: 28/26.

O Brasil até saiu na frente no terceiro set. Assim como no segundo set, a disputa foi equilibrada, mas a equipe americana passou boa parte na frente dos brasileiros. Assim como na partida contra a Rússia, a Seleção Brasileira não teve mais forças no terceiro set e, mesmo com as mudanças, não conseguiu superar os americanos, que venceram o set por 28/26.