Nenê - Vasco x Náutico

Nenê pensa em como driblar as barreiras dos adversários do Vasco (Foto: Jorge Rodrigues/Eleven/Lancepress!)

David Nascimento
21/06/2016
08:00
Londrina (PR)

O Vasco ficou mais de sete meses sem perder. Nos últimos dez dias, porém, viu suas séries invictas serem quebradas. Para o Atlético-GO, a geral, de 34 jogos. Para o Paysandu, a em São Januário, de 17. Um dos pontos predominantes para isso foi o dos rivais se acostumarem com a forma de o Vasco jogar, além do desgaste do elenco com as inúmeras viagens. A partir desta terça-feira, às 19h15, contra o Londrina, no Estádio do Café, a missão do time de Jorginho é driblar isto para voltar a vencer. O site do LANCE! transmite em tempo real.

Nos últimos dez dias, o Vasco viu cair as séries invictas geral de 34 jogos, além da feita  em São Januário, de 17

Este ponto vem sendo trabalhado pelo técnico Jorginho nos últimos dias, com a ajuda da diretoria com voos fretados sempre que possível. O Vasco tem o segundo melhor ataque da Série B (19 gols em dez jogos, perdendo apenas para o Náutico, com 21 gols) e em campo conta com a estrela de Nenê, camisa 10 de São Januário que é o artilheiro isolado da competição com oito gols. O experiente jogador, de 34 anos, apontou a necessidade de correção desta situação pelo time.

– Todo mundo na Série B quer vencer o Vasco. Não importa se o time está na zona de rebaixamento ou na briga pelo acesso. O próximo jogo com certeza vai ser difícil, encontraremos a mesma dificuldade. Precisamos encontrar uma maneira de driblar essa barreira defensiva dos adversários e manter a concentração durante os 90 minutos. Não podemos perder o foco durante o jogo, além de superar o desgaste das viagens longas – analisou.

Nenê é uma das armas de Jorginho para as barreiras serem dribladas. Os lances ímpares do camisa 10 agregam valor ao fator surpresa, que sempre deixa o Vasco na frente dos adversários. A mudança de estilo de jogo tem uma maior importância para sair de Londrina com a vitória, manutenção da liderança e com a certeza de um restante do ano promissor.

BARREIRAS A SEREM DRIBLADAS PELO VASCO

Desgaste
Os jogadores do Vasco estão sofrendo com desgaste ao longo das últimas semanas, com as viagens longas e pouco tempo para descanso entre as partidas da Série B do Brasileiro.

Defesa adversária
Uma outra barreira a ser driblada pelo Vasco é a defesa adversária nas partidas. Depois de ter ficado mais de sete meses sem perder, os rivais já se acostumaram com a forma de o time de Jorginho atuar.

Treinos táticos
O técnico Jorginho não vem conseguindo implantar treinos táticos como gostaria no Vasco. Isso por conta do pouco tempo. Quando tem esse tempo, o comandante opta por dar trabalhos leves a grande parte do grupo pela idade.