Climão Vasco - São Januário

Mais de oito mil pessoas compareceram a São Januário, mas sem o barulho de bateria (Paulo Fernandes/Vasco.com.br)

LANCE!
18/06/2016
19:43

Quem foi a São Januário neste sábado e assistiu o Vasco perder por 2 a 0 para o Paysandu, deve ter notado algo diferente nas arquibancadas do estádio. O GEPE (Grupamento Especial de Policiamento em Estádios) puniu as torcidas GDA e IRA por conta de um artefato explosivo usado na final do Campeonato Carioca, no Maracanã, contra o Botafogo.

Com isso, as torcidas não puderam entrar com seus artefatos, tais como bandeiras, baterias, faixas e roupas. As punições vão até o dia 16 de julho. Vale lembrar que a Força Jovem do Vasco, maior organizada do clube, está punida até 2017 por conta dos incidentes em Joinville na última rodada do Campeonato Brasileiro de 2013.

Mesmo com a punição, os presentes fizeram bastante barulho em São Januário. Ao fim do jogo, com o Vasco perdendo, houve princípio de desentendimento entre os torcedores após xingamentos à GDA.


"NOTA DE REPÚDIO DA TORCIDA ORGANIZADA IRA JOVEM DO VASCO

A Diretoria da IRA JOVEM vem a público manifestar o seu REPÚDIO a punição aplicada e divulgada pelo GEPE hoje. A medida proíbe tanto a IJV quanto a GDA de entrar com qualquer material que identifique a torcida, incluindo bateria. O motivo? Bombas soltas na torcida do Vasco nos jogos finais do Carioca.
Agora perguntamos: É justo a torcida ser punida por atitudes pessoais? Porque não punir os responsáveis pela ação?

Se tudo ocorreu num estádio de 1 bilhão de reais, pago com o nosso dinheiro, para que serve o circuito interno de câmeras e vigilância? Não seria esse sistema de segurança capaz de reconhecer os autores?

E se não for, paciência, mas a torcida, e o VASCO, não podem pagar por uma falha da segurança pública.

A IRA JOVEM sente saudade e vai lutar sempre pelo DIREITO DE TORCER, fazer festa, barulho e transformar isso em energia para o VASCO em campo. Sendo assim, a nossa nota repudia não só a punição ARBITRÁRIA e INCABÍVEL, como todas essas medidas que tentam nos enquadrar no "padrão FIFA", no futebol moderno.AQUI NÃO!

AMANHÃ ESTAREMOS DE VASCO, de preferência com a camisa PRETA, fazendo a diferença nas palmas e na garganta e durante a semana lutaremos para reverter essa injustiça, para que nos próximos jogos voltemos a estar representando a torcida e apoiando o VASCO.
CASACA!

Atenciosamente,
Diretoria G.R.T.O IRA JOVEM VASCO"