LANCE!
28/11/2016
07:05
Rio de Janeiro (RJ)

A crise estava instalada. O placar era desfavorável, a desconfiança tomou conta. Em meio ao cenário adverso, quem apareceu? Thalles. Isso mesmo. Justamente na temporada em que começou escanteado, o atacante virou protagonista na hora certa. No momento decisivo, foi fundamental para o acesso vascaíno.

Thalles participou de 28 partidas na Série B-2016. Passou nove jogos ininterruptos em jejum - contando as partidas em que atuou de fato, entre as rodadas 18 e 32.

Mas desde que voltou a balançar as redes, contra o Paraná, marcou cinco gols em sete jogos. Pegando uma amostra de partidas ainda menor nesta reta final, foram quatro gols nos últimos quatro jogos - ou seja, quatro dos cinco gols feitos pelo Vasco saíram diretamente dos pés/cabeça de Thalles.

Em meio à crise e incertezas que surgiram no Vasco, o atacante apareceu no momento em que medalhões não funcionaram tanto assim. Pegando Nenê como exemplo, o camisa 10 só fez um gol na reta final de campanha vascaína na Série B, na importante vitória sobre o Bragantino, na 36ª rodada. Antes, Nenê tinha marcado pela última vez contra o Oeste, na 24ª rodada.

Agora, entra de férias cheio de moral. Quem sabe no ano que vem ele repete a dose, mas desde o começo da temporada, para delírio vascaíno.