Santos x Vasco - Copa do Brasil (Foto:Ivan Storti/LANCE!Press)

Vasco cometeu muitas falhas contra o Santos (Foto:Ivan Storti/LANCE!Press)

David Nascimento
26/08/2016
08:00
Juiz de Fora (MG)

Apesar de saber as dificuldades, os torcedores do Vasco estavam esperançosos antes da partida diante do Santos, na quarta-feira. A torcida acreditava que a equipe no primeiro grande teste em 2016, ano que ficou invicta por 34 jogos, brigasse de igual para igual, o que não aconteceu. Os primeiros dois gols do time paulista surgiram em falhas da defesa e agora o objetivo é aprender as lições para não cometê-las de novo.

A atenção é o principal ponto cobrado pelo técnico Jorginho como uma lição a ser aprendida pelo Vasco, não somente para o jogo de volta contra o Santos na briga por uma vaga nas quartas de final da Copa do Brasil, mas também na sequência da temporada – a qual o time entra em reta final na Série B do Campeonato Brasileiro para conseguir o acesso à elite do futebol nacional de forma antecipada. Ele, porém, preferiu não apontar individualmente e assumiu a responsabilidade.

– O que passamos no jogo mostra que temos de estar atentos o tempo todo. Não pode cochilar. Com o potencial deles (jogadores do Santos), são detalhes que decidem. Se estivéssemos ligados, não aconteceria. Vamos trabalhar internamente. Eu assumo a responsabilidade, mas não pode se repetir. Temos de estar muito atentos em casa para não repetir os erros – afirmou.

Um dos pontos árduos levados em consideração por Jorginho é fazer com que a experiência dos jogadores do Vasco se sobressaia sobre a juventude do elenco do Santos. As lições serão trabalhadas até a volta, em 21 de setembro, quando será visto se realmente os vascaínos aprenderam com os erros. Caso as falhas persistirem, restará apenas aguardar 2017.