Nene - Vasco

O atacante Nenê é peça indispensável na arrancada vascaína neste Brasileirão (Foto: Cleber Mendes/Lancepress!)

Patrick Monteiro
27/11/2015
10:30
Rio de Janeiro (RJ)

Oito. Esse é o número de jogos que Nenê está pendurado com dois cartões amarelos. Só falta um pouquinho para o atacante encerrar um ciclo que pode ser fundamental na luta do Vasco contra o terceiro rebaixamento em sua história. Principal nome da equipe na arrancada pela permanência na elite nacional, o camisa 10 é peça indispensável nas duas rodadas restantes do Brasileirão. Mas, para entrar em campo diante do Coritiba e ajudar os companheiros na missão que outrora já foi considerada impossível, é preciso ter uma atuação disciplinar impecável domingo, às 17h, contra o Santos, em São Januário, no penúltimo desafio vascaíno da temporada.

- Já estou oito jogos suspenso. Só tenho que tomar cuidado, não ficar nervoso em alguma coisa que o juiz marque e eu ache que não esteja correto - disse Nenê, que não nega o risco corrido em algumas partidas.

- Reclamei, entre aspas, várias vezes, e não tomei (o cartão), pois sempre tive o respeito (pelos árbitros) - acrescentou.

De olho no Peixe e nos apito, o meia-atacante tem a receita para "sobreviver" a mais uma rodada sem punições.

- É só fechar a boca e, na hora que for falar, falar com respeito - afirmou. 

Em 18° lugar, o Cruz-Maltino soma 37 pontos e está a três da porta de saída do Z4. Por sua vez, o time da Vila Belmiro, sexto com 55, tenta beliscar uma vaga entre os quatro primeiros colocados.