RADAR / LANCE!
07/07/2016
13:30
Rio de Janeiro (RJ)

A prova de que o Vasco tem dificuldades para fazer com que seus jogadores formados em suas categorias de base deslanchando rendeu mais um episódio nesta semana. Deixando como lembrança alguns momentos nos quais atuou no Campeonato Carioca, Matheus Índio teve seu empréstimo ao Estoril (POR) anunciado na última quarta-feira, e tornou-se mais um jovem preterido por Jorginho.

Atualmente, Luan é o único jogador revelado no Cruz-Maltino que ganhou seu espaço em meio aos "trintões" que iniciam as partidas da equipe na competição. O LANCE! traça o panorama de alguns dos jogadores lançados nas categorias de base do Vasco, e vê quais são os obstáculos para cada um se firmar.

TITULAR

LUAN (zagueiro, 23 anos)

Único titular na equipe de Jorginho, Luan firmou-se como titular absoluto ao lado do veterano Rodrigo. Seu futebol promissor rendeu a convocação para a Seleção Brasileira na Rio-2016.

RESERVAS IMEDIATOS

JORDI (goleiro, 22 anos)

Embora venha atuando entre os titulares com frequência, devido às vezes em que Martin Silva é requisitado pela seleção do Uruguai, Jordi não é visto com status de titular no Vasco. Teve altos e baixos nos momentos em que atuou como titular do Cruz-Maltino, entre os anos de 2014 e 2016. Receberá nova chance como titular neste sábado, contra o Brasil de Pelotas, pois o uruguaio está suspenso.

JOMAR (23 anos, zagueiro)

Promovido aos profissionais do Vasco em 2011, Jomar não conseguiu espaço para ser titular. Vem recebendo mais oportunidades nesta temporada, mas continua a ser visto como alternativa nos momentos em que Luan e Rodrigo não estão em campo. Tende a perder espaço também na reserva, com a chegada do veterano Rafael Marques.

HENRIQUE (lateral-esquerdo, 22 anos)

Promessa da lateral esquerda, Henrique chegou a ganhar algumas oportunidades como titular. Porém, além de ter altos e baixos, viu Júlio Cesar tornar-se "dono da posição" aos olhos de Jorginho e, no máximo, ganha oportunidades no decorrer das partidas na Série B.

CAIO MONTEIRO (atacante, 17 anos)

Recém-promovido, Caio Monteiro também encontra oportunidades para se firmar no elenco do Vasco. Além de ver Jorge Henrique como titular, o veloz atacante tem como obstáculo a concorrência de Eder Luis, visto como reserva nas últimas partidas. Raramente é lançado como titular.


THALLES (atacante, 21 anos)

Alçado entre os profissionais em 2013, Thalles teve início promissor e chegou a ser extremamente valorizado no Vasco. Porém, aos poucos foi perdendo espaço e, além de polêmicas, mostra fraco rendimento. Chegou a ser titular depois da volta de Riascos para o Cruzeiro, mas viu Leandrão ofuscá-lo e voltou para o banco.

 
EVANDER (meia, 18 anos)

Lançado neste ano entre os profissionais, a promessa do sub-20 é frequentemente relacionada por Jorginho. Apesar de ter bons momentos, como passe para o gol de Nenê na vitória por 2 a 1 sobre o Remo, na Copa do Brasil, não consegue muitas oportunidades no decorrer das partidas da Série B.

ANDREY (meia, 18 anos)

Também visto como joia em São Januário, Andrey chegou a ganhar oportunidades no decorrer do Campeonato Carioca e na Copa do Brasil. Mas, com o passar do tempo, foi preterido por outros jogadores no Vasco. 

COM POUCO ESPAÇO

GABRIEL FÉLIX (goleiro, 21 anos)

Titular na Copa São Paulo de Futebol Júnior, Gabriel Félix é visto hoje como o terceiro goleiro do Vasco. Porém, diante da titularidade absoluta de Martin Silva e de Jorginho tentar dar uma sequência para Jordi, não conseguiu ter oportunidade entre os profissionais.

LUCAS BARBOZA (zagueiro, 20 anos)

A pressa marcou o primeiro momento no qual Lucas Barboza foi relacionado. Com Luan e Jomar lesionados, o jogador de 20 anos foi chamado às pressas para estar com o elenco na partida diante do Avaí, mas não entrou em campo no revés por 2 a 1 na Ressacada. Tende a perder ainda mais espaço com a chegada de Rafael Marques.

MATEUS VITAL (meia, 18 anos)

Após receber espaço na reta final do Brasileirão de 2015 e no Campeonato Carioca de 2016, Matheus Vital não correspondeu e, aos poucos, viu suas chances com Jorginho na Série B se esvaírem. Sem oportunidades, o meia (que, no início de carreira era conhecido por Mateus Pet) voltou a integrar o sub-20 do Cruz-Maltino.


GUILHERME COSTA (meia, 22 anos)

De volta de empréstimo do Boavista após o Campeonato Carioca, Guilherme Costa foi relacionado raramente por Jorginho na disputa da Série B. Frequentemente repassado a outros clubes, tem pouquíssimo espaço no Vasco.

EMERSON CARIOCA (atacante, 20 anos)

Sem espaço entre os profissionais do Vasco, Emerson Carioca chegou a iniciar o ano no Friburguense. Porém, em março, o atacante já foi devolvido, sem deixar saudades, e a tendência é de que seja emprestado novamente.

YAGO (atacante, 22 anos)

Originalmente visto como promessa, Yago é outro jogador que teve pouquíssimo espaço. Após ter atuado pelos Estados Unidos e no Macaé, o atacante passou por uma lesão grave, mas segue com vínculo com o Cruz-Maltino.

CEDIDOS A OUTROS CLUBES

MATHEUS ÍNDIO (meia, 20 anos)


A volta promissora de Matheus Índio ao Vasco transformou-se novamente em frustração. Com suas oportunidades restritas a atuações no Campeonato Carioca, o meia acabou cedido ao Estoril (POR) por uma temporada na última quarta-feira).


RENATO KAYSER (atacante, 20 anos)

Promovido no fim de 2015, Renato Kayser já iniciou este ano de malas prontas para vestir a camisa de outro clube. Sem espaço em um ataque que tinha Riascos, Eder Luis, Jorge Henrique e Thalles, o jovem atacante foi cedido ao Oeste até o fim de 2016.