Riascos teve altos e baixos, mas terminou o ano como titular (Foto: Geraldo Bubniak/Lancepress!)

Riascos teve altos e baixos, mas terminou o ano como titular (Foto: Geraldo Bubniak/Lancepress!)

David Nascimento
20/01/2016
08:25
Enviado especial a Pinheiral (RJ)

O Vasco não esconde de ninguém que sabe da necessidade de ainda contratar um camisa 9 para esta temporada. Alguns nomes já foram mirados, como Amauri, mas as negociações, por ora, não se avançaram para um final feliz. Enquanto isso, o técnico Jorginho vem trabalhando com o que tem disponível e com uma ideia certa na cabeça de time. Com exceção justamente da função de 9 no ataque, que vem sendo alternado entre Riascos e Thalles. E isso vem ficando em evidência durante o período de treinos em Pinheiral.

Nos dez dias de treinamento de pré-temporada no sul do Rio de Janeiro, Jorginho realizou treinos táticos em algumas oportunidades, e em pelo menos cinco esboçou o time. E contou com a seguinte formação: Madson, Luan, Rodrigo e Julio Cesar; Julio dos Santos, Mateus Pet, Andrezinho e Nenê; Jorge Henrique e Riascos (Thalles na segunda etapa do treinamento tático realizado na manhã de terça-feira).

Contrato de Riascos com o Vasco termina em maio e o Cruzeiro tende a não aceitar dar mais um empréstimo

A atitude de alternar Riascos e Thalles no ataque promovida por Jorginho dá ainda mais um indício neste planejamento do Vasco em 2016. O técnico quer deixar o time preparado caso o tão falado 9 não chegue até a disputa do Campeonato Brasileiro, quando o contrato de empréstimo de Riascos com o Vasco chega ao fim. E, praticamente, está certo de que ele vai retornar ao Cruzeiro, detentor de seus direitos e que vem recebendo ofertas de fora para o colombiano. O que faria o elenco de São Januário contar só com Thalles.

Um dos jogadores a comentarem sobre a situação de Riascos e Thalles no time, além da disputa pelo camisa 9, o zagueiro Luan disse que confia bastante no segundo, mas ressaltou que o colombiano é brigador. Luan ainda lembrou de Caio, cria das categorias de base do Vasco que pode ser utilizado caso seja necessário.

– Não posso falar muito sobre isso. Jogador de qualidade é sempre bem-vindo. Eu confio muito no Thalles. Está se dedicando muito. Tem o Riascos, que é brigador, o Caio que subiu é goleador. Prefiro contar com quem já está aqui, mas se chegar alguém, vai ser bem recebido – disse.

A disputa, enquanto sadia, faz bem ao Vasco e dá mais opção de motivados a Jorginho. Isto em meio ao 2016 complicado que se desenha, já que o time disputa a Série B, quer voltar à elite e precisa estar bem.

OPÇÕES TESTADAS

Com Riascos
Equipe ganha experiência para momentos complicados, onde não se pode fazer uma jogada sem pensar para não prejudicar a equipe na busca do gol.

Com Thalles
Time ganha movimentação no ataque e fôlego para contribuir na formação ofensiva da equipe. Dá opção para criar também jogadas e finalizar ao gol.