Campeonato Carioca - Vasco x Botafogo (foto:Paulo Sergio/LANCE!Press)

Jorginho vem fazendo um trabalho árduo com os jogadores do Vasco (foto:Paulo Sergio/LANCE!Press)

David Nascimento
02/04/2016
08:00
Rio de Janeiro (RJ)

Apesar de não ter conseguido evitar o rebaixamento no Campeonato Brasileiro no ano passado, o Vasco completou na sexta-feira cinco meses de invencibilidade. A última derrota da equipe de São Januário foi para o Fluminense no dia 1º de novembro de 2015. De lá para cá, foram 12 vitórias e cinco empates. Os motivos para o sucesso vão desde a manutenção da base até a amizade entre os jogadores.

A manutenção dos jogadores foi fundamental neste cenário. Nenê, maior estrela do Vasco e assediado para deixar o clube na virada do ano, foi mantido em esforço do presidente Eurico Miranda, renovando o contrato até 2018. Martín Silva, Rodrigo, Riascos e Julio dos Santos permaneceram, com as chegadas pontuais de Yago Pikachu e Marcelo Mattos, além da efetivação de nomes da base como Mateus Pet, também contribuíram para este ponto.

Auxiliar-técnico de Jorginho, Zinho atribuiu a invencibilidade de cinco meses do Vasco a todo o grupo. Ele destacou que este aspecto vira uma forma de motivação para a continuidade do trabalho ao longo da temporada, apesar de saber que é muito difícil passar todo o ano sem perder. O sentimento do grupo, segundo Zinho, é o de tentar se manter assim o máximo que for possível.

– Atribuo a invencibilidade do Vasco a todo o grupo. Quem vai ao campo é quem resolve, mas para ter sucesso, é um trabalho que depende de muitas pessoas. Essa equipe não foi formada no Carioca e sim no ano passado, em 17 de agosto. É difícil no futebol brasileiro ter um período tão longo de invencibilidade (cinco meses), ficamos felizes e nosso objetivo é manter. Sabemos que é difícil ficar o ano inteiro sem perder, mas vamos tentar – afirmou em coletiva após o treinamento de sexta-feira.

Com o apoio dos torcedores, o Vasco enfrenta o Volta Redonda amanhã em São Januário com o intuito de continuar sem perder. É uma forma de alegria para a torcida, depois da desgastante queda no Brasileiro do ano passado. Será também uma forma de chegar à fase final do Carioca invicto e transformar o sucesso em grito de “é campeão”.

RETROSPECTO

Vitórias
Em 8/11/2015, 2 a 0 sobre o Palmeiras; 22/11/2015, 2 a 1 sobre o Joinville; 29/11/2015, 1 a 0 sobre o Santos; 31/1/2016, 4 a 1 sobre o Madureira; 4/2/2016, 3 a 1 sobre o América; 10/2/2016, 2 a 0 sobre o Volta Redonda; 14/2/2016, 1 a 0 sobre o Flamengo; 20/2/2016, 2 a 0 sobre o Tigres; 5/3/2016, 3 a 1 sobre o Bonsucesso; 13/3/2016, 2 a 0 sobre o Bangu; 19/3/2016, 1 a 0 sobre o Boavista; e em 27/3/2016, 1 a 0 sobre o Botafogo.
......................
Empates
Em 19/11/2015, 1 a 1 com o Corinthians; 6/12/2015, 0 a 0 com o Coritiba; 25/2/2016, 2 a 2 com o Friburguense; 28/2/2016, 1 a 1 com o Botafogo; e na quarta-feira, 1 a 1 no clássico com o Flamengo.
......................

Derrotas
Última derrota em 1 de novembro de 2015 para o Flu.