Riascos - Vasco x Flamengo

(Foto: Divulgação / Vasco)

RADAR/LANCE!
11/05/2016
17:19
Rio de Janeiro (RJ)

O Vasco entra em campo nesta quarta-feira, contra o CRB, pelo jogo de ida da segunda fase da Copa do Brasil. Dias depois, no sábado, acontece a estreia na Série B diante do Sampaio Corrêa. No entanto, a diretoria vascaína e o técnico Jorginho têm algumas pendências para resolver visando a sequência da temporada. Entre elas a situação de Riascos ou possível reforço para o ataque.

O contrato de empréstimo do colombiano, que pertence ao Cruzeiro, termina domingo. O Vasco tenta a prorrogação do empréstimo, uma vez que a Raposa tem interesse na venda em definitivo. Por outro lado, a diretoria já analisa o mercado em busca de reforços. Grafite, do Santa Cruz, teria sido alvo, mas já mostrou que presente continuar em pernambuco.

Diante do cenário, o LANCE! ouviu três de seus colunistas que analisaram o melhor caminho para o Vasco apostar neste momento com relação a essa pendência com Riascos e no ataque.


JOÃO CARLOS ASSUMPÇÃO

​Eu tentaria manter Riascos no time. É um bom jogador que pode fazer a diferença no Brasileiro e já demonstrou vontade de permanecer em São Januário. Caso o clube não consiga manter o colombiano, porém, o jeito é apostar na base. Thalles, quando teve oportunidade, saiu-se bem em campo e pode fazer bom papel no Nacional. Nas mãos de Jorginho, q tem se mostrado ótimo treinador, acho que o Thalles pode crescer um bocado esse ano.

EDUARDO TIRONI
Riascos tem sido importante para o Vasco nos últimos meses. Foi recuperado por Jorginho e fez ótimo papel. Mas não se trata de um jogador insubstituível. Deve ficar apenas se financeiramente for viável. Quanto à Grafite, tem características diferentes, não seria o substituto ideal.

CARLOS ALBERTO VIEIRA
O melhor para o Vasco seria a manutenção de Riascos, um jogador que vem fazendo uma temporada razoável e pode manter-se eficaz na campanha da Série B. Sem ele, o mercado não anda muito favorável. Grafite até que seria uma boa, pois trata-se de um jogador diferenciado e que ainda está dando um caldo no Santa Cruz. Jogo decisivo é com ele. Mas trata-se de uma aposta de risco, pois é incerto que ele chegue arrasando estilo Calleri no São Paulo. Grafite está encaminhando o fim de carreira e é Deus no Santinha, um time que joga por ele, o poupa em rodadas, que quase nunca joga os 90 minutos. Toparia dar uma de Diego Souza, que deixou o conforto do Sport para uma aventura insossa no Flu e voltou correndo? Há outras apostas risco, um goleador de time menor. Citaria por exemplo o artilheiro do carioca Tiago Amaral, que anda se saindo bem no Voltaço não é de agora. Mas fazer gol no carioca é uma coisa, na Série B....
Por fim: melhor fazer um bom trabalho junto ao pessoal do Cruzeiro e segurar Riascos e tentar um cara bem jovem que venha despontando, mas que seja para compor o elenco e sem pressão.