HOME - Joinville x Vasco - Campeonato Brasileiro - Riascos (Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br)

Riascos voltou a balançar as redes pelo Cruz-Maltino no último domingo (Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br)

Vinícius Britto
24/11/2015
19:34
Rio de Janeiro (RJ)

Maracanã ou São Januário. Durante o Brasileiro, o Vasco viveu o impasse sobre qual estádio utilizar como casa. Depois de uma sequência de jogos no Maraca, o Cruz-Maltino voltou para a Colina Histórica para a reta final da agoniante luta contra o descenso.

Na entrevista coletiva desta terça-feira, Riscos conversou com a imprensa e comentou sobre em qual estádio prefere jogar. Ele destacou as vantagens de São Januário, lembrando que a torcida, por ficar mais perto do campo, exerce maior pressão sobre os adversários.

- Nós sabemos que temos que dar a vida, independente de onde jogar. A vantagem de jogar em São Januário é a de que sempre treinamos aqui, conhecemos mais o campo. Agora que o gramado está melhor, é muito melhor para a equipe. A torcida fica mais perto, onde pode pressionar o time rival. Ela sempre está aqui apoiando, e precisamos deles ao máximo - convocou o colombiano.

Nos últimos gols pelo Vasco, Riascos criou o costume de comemorar seus gols com o "Gusanito", com ele deitando no gramado. Neste último jogo, ele marcou e comemorou dando cambalhota na Arena Joinville. Quando perguntado sobre uma possível comemoração caso o Vasco consiga escapar do rebaixamento, o jogador brincou:

- Eu gosto muito de fazer algo diferente nas comemorações. Mas eu me identifico mais com a "minhoquinha" (risos). Sempre sai alguma coisa dentro de mim depois de marcar - brincou o atacante.

O Cruz-Maltino se reapresentou nesta terça-feira após a vitória do último domingo, contra o Joinville. Depois da folga geral na segunda, os reservas subiram ao campo de São Januário e realizaram uma atividade fechada para a imprensa. Enquanto isso, os jogadores que participaram do jogo de domingo fizeram um trabalho regenerativo na academia do clube.